quarta-feira, 25 de julho de 2018

Bom dia, senhor Presidente!

Não sei se sabe, sr Presidente, mas a Suécia está a arder há algumas semanas e Portugal até enviou auxílio para o combate às chamas. 
Outros países do Norte da Europa, como a Lituânia e a Finlândia têm sido atingidos por fogos com uma intensidade de que não há memória.
Ontem, na Grécia, um forte incêndio, com características muito semelhantes ao de Pedrógão, vitimou pelo menos 75 pessoas  e fez mais de  duas centenas de feridos, muitos deles em estado crítico. Números que infelizmente tendem a aumentar significativamente, pois há mais de uma centena de desaparecidos
Ainda não li, vi, nem ouvi, quaisquer notícias sobre  pedidos de demissão dos ministros responsáveis de qualquer desses países, por parte dos partidos da oposição. Ouvi, outrossim, um jornalista grego, na SIC, acusar o governo de irresponsabilidade e as instituições de serem ineficazes. Um tal de Nikolai fez-me lembrar, imediatamente, uns vermes do jornalismo tuga que se alimentam de um tipo de jornalismo intriguista e arruaceiro, instigador da revolta popular. Gente que está ao serviço de interesses de direita e extrema direita, mas nunca levanta o cú da cadeira para fazer jornalismo a sério, 
 Na verdade não me surpreende que assim seja. Naqueles países as pessoas e os responsáveis políticos sabem que os incêndios são uma inevitabilidade, fruto das alterações climáticas. Mais... sabem que os incêndios resultam de um modelo de desenvolvimento insustentável e que a única forma de minimizar os seus efeitos devastadores é a aposta num modelo de desenvolvimento sustentável e numa política para as florestas amiga do ambiente e não da economia. 
Por tudo isto, senhor Presidente, gostaria de o ver fazer mea culpa e pedir desculpas à ministra  Constança Urbano de Sousa, pela forma como a obrigou a pedir a demissão, E, se não for grande maçada, podia aproveitar para dar um puxão de orelhas  à oposição pela forma avacalhada como se aproveitou dos incêndios.
Eu compreendo, senhor Presidente, os muitos idiotas úteis  que  por aí pululam e , por mera ignorância em matéria ambiental, ou mesquinho aproveitamento político, aproveitaram a desgraça alheia para culpar o governo pelos incêndios e, pelo caminho  arregimentar  uma  brasileira oportunista, que, embora estivesse a milhares de quilómetros de distância no dia dos incêndios, aproveitou   para se promover e fazer um pezinho na política.   Os oportunistas, independentemente da nacionalidade, não olham a meios para se auto promoverem.
Permita-me no entanto que lhe manifeste a minha surpresa por também V. Exª ter entrado na onda de acusações e  contribuído para destruir  a credibilidade de uma ministra e ajudado a degradar a imagem de instituições públicas que nos deviam merecer respeito.
Muito obrigado pela  atenção

6 comentários:

  1. Francisco de Sousa Rodriguesquarta-feira, 25 julho, 2018

    Quase imagino o nosso PR em frente ao espelho a indagar qual o número que o fará parecer o mais bonito de todos perante a populaça.

    ResponderEliminar
  2. Aprovo integralmente as observações ao Senhor Presidente da Repũblica e acrescento que ele também deveria pedir desculpa ao governo como um todo (por o tentar fragilizar) e a todos os Portogueses que o apoiam. E deveria ainda pedir deculpas antecipadas ao ministro da defesa pelo bullying com que o tem brinddo. Relativamente à oposição (da direita) não são necessárias recomendaoes pois não esperávamos melhor comportamento. Já a comunicação social deveria tambén fazer o "mea culpa". Vergonha!

    ResponderEliminar
  3. Plenamente de acordo com o seu texto, Carlos, bem com os dois comentários postados até aqui.
    Peço, também, ao presidente que se diz de todos os portugueses, um pedido de desculpas, já agora público, como foram as acusações manipuladoras.
    Quanto à oposição de Direita, o meu vómito por ser como é.
    E no que diz respeito à comunicação social, na esmagadora maioria arregimentada para deitar abaixo a 'geringonça', o meu desejo de que vão e não voltem.
    Se é que me faço entender.

    ResponderEliminar
  4. Um mea culpa do Marcelito?! Querias!!!!

    Quanto aos nossos jornaleiros... estão a soldo das direitas para descredibilizar o governo e pô-lo no chão de qualquer maneira. Cambada de trauliteiros!!!

    ResponderEliminar
  5. A responsabilidade política pode ser uma chatice.
    Mas, quem não quer estar sujeito a ela, tem que escolher outra actividade.

    ResponderEliminar
  6. Esta do bom dia senhor presidente e uma história que me contaram nos tempos da velha Albânia. Quando o jornalista abria as notícias na televisão dizia: "Boa noite senhor presidente!", porque só ele é que tinha televisão.
    Gostei mesmo vou colocar no meu face, já que este postal merece mesmo ser divulgado.

    ResponderEliminar