sábado, 28 de abril de 2018

Acabem com esta palhaçada, please! (Actualizado)

A escalada de violência verbal  entre dirigentes dos clubes de futebol atingiu ontem um novo patamar durante a AG da Liga. 
Paulo Gonçalves e o representante do SCP, Bruno Mascarenhas, trocaram mimos e insultos e Salvador, presidente do SCBraga, assumiu o papel de bobby de LFV e ateou a fogueira, colocando-se ao lado do arguido no processo e-toupeira.
Mário Costa, Presidente da AG da Liga, encerrou a AG e depois deu uma conferência de imprensa a garantir que  os insultos, testemunhados por jornalistas/comentadores presente não existiram 
Esta mania de varrer as coisas para debaixo do tapete, fingindo que não se passa nada de anormal no futebol português é uma das principais causas do estado lamentável a que se chegou. 
Outro, é a morosidade a tomar decisões.A começar pelas instituições desportivas ( FPF  e Liga)  Em INGLATERRA, adversários do Wolverhampton levantaram suspeitas sobre a influência de Jorge Mendes na subida do clube à I Liga. A Federação abriu um inquérito e em menos de um mês concluiu-o.
Por cá, a FPF e a Liga não agem, porque têm medo de enfrentar o SLB.
Se a violência provocada por adeptos do SLB nas duas últimas jornadas arrepia e a actuação dos órgãos de disciplina desportiva e as  incidências extra futebol protagonizadas por dirigentes desportivos, já metem nojo, a impotência da justiça desportiva e civil assusta. Pela mensagem de impunidade que transmite aos prevaricadores.
 Em Portugal está tudo de joelhos perante o SLB. Como noutros tempos, na Colômbia,  governo, justiça e instituições desportivas  obedeciam às ordens de Pablo Escobar, o barão da droga que dominava o futebol, em Portugal está tudo de joelhos perante LFV e o SLB. 
É por isso que cada vez mais acredito no PENTA do SLB. Só isso dará garantias de que todos os compadrios se manterão intocáveis. Mesmo que oferecer o título ao SLB represente a queda no ranking da UEFA, com consequente prejuízo para as restantes equipas portuguesas. Mas, pensando melhor, é capaz de ser isso que todos eles querem. O regresso ao futebol batoteiro do Estado Novo.
Em tempo: Olha a grande descoberta do Expresso! Como se ninguém soubesse a origem das cobardes queixas anónimas que têm sido apresentadas nos últimos tempos.



7 comentários:

  1. A assembleia geral da Liga decorreu, ao que sei, ao mesmo tempo em que a Nandinha punha os pontos nos is junto do seu grande amor para toda a vida.

    Caríssimo Carlos, entenda o que escrevi como uma piada, porque o é, e não se preocupe com o resto.

    Espere lá, houve uma assembleia geral na Liga? Não dei por isso, estava entretido a olhar para a RTP Memória.

    Abraço, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sobre a actualização: o que é (presente do indicativo) o Expresso para falar do que quer que seja, de quem quer que seja?

      Eliminar
    2. Olhe que vale bem a pena estar atento ao que se passou na AG da Liga, António :-)

      Eliminar
    3. Sabe a minha opinião sobre o Expresso, António, e não vou mudá-la por causa desta notícia. De qq modo, pergunto-lhe: a quem interessa fazer denúncias anónimas que colocam sistematicamente em causa as vitórias do FCPorto?

      Eliminar
  2. Preocupa-me que pessoas aparentemente sensatas consigam escrever posts deste teor.

    Note-se, nada tenho contra opiniões sustentadas contra práticas menos correctas do meu clube, até usando apenas de suspeitas, mas fazer um auto de fé baseado em historietas do expresso, esgoto da manha e outras fontes inquinadas é ultrapassar os limites da honestidade intelectual.

    Ainda por cima depois dos vários posts que escreveu por aqui a condenar práticas da imprensa de que o Benfica tem sido alvo.

    Além disso, fazer analogias com a Colômbia e Pablo Escobar raia o limite da difamação.

    Parece-me que o Carlos andou muito distraído durante os últimos 40 anos para dizer que a escalada da violência verbal atingiu um novo patamar.

    Reveja os discursos de Pinto da Costa, José Maria Pedroto, Bruno de Carvalho e outros para perceber quem sempre e consistentemente incentivou o ódio entre clubes, que levou a que o nosso futebol esteja a atravessar tempos de não retorno. As claques são apenas um bode expiatório dos verdadeiros promotores do ódio e da falta de civismo.

    Infelizmente não auguro nada de bom, quando pessoas "normais" como o Carlos, eu e muitos outros que conheço começamos a enveredar pelos discursos seguidistas, tortuosos, maquiavélicos e pouco dignos.

    Quanto ao futebol batoteiro do Estado Novo, nunca é tarde para aprender, e uma mentira muitas vezes repetida acaba por parecer verdade,mas quando esbarram no muro da realidade é um problema.

    Deixe-me recordar que existe um clube, que 30 anos antes do Benfica e do Sporting, por ligações do seu presidente ao regime e á Mocidade Portuguesa conseguiu o estatuto de utilidade publica, com os respectivos benefícios que os outros só passaram a deter muito mais tarde.

    Esse mesmo clube, através do presidente do clube e deputado da nação, Urgel Horta, do ministro das obras publicas e reputado portista, Fernando Ulrich, e outros ligados ao aparelho do estado novo conseguiu um estádio quase de borla, e que curiosamente foi inaugurado a 28 de Maio, data de grande significado para o fascismo e instauração do regime.

    Esse clube chama-se FCPorto, e ao contrario do Benfica, teve vários presidentes ligados ao regime fascista e á Mocidade Portuguesa, assim como o Sporting.

    O Benfica sempre teve eleições livres, os sócios únicos detentores do clube, os seus dirigentes não eram escolhidos a dedo por interesses particulares, o seu hino oficial "Avante pelo Benfica" foi ostracizado por motivos óbvios.

    E mais teria para dizer, mas é apenas um inútil exercício de esclarecimento, porque nos dias de hoje interessa tudo menos a verdade e a justiça.

    O desporto em Portugal vai dando pequenos passos em direcção ao abismo. Nunca se viu em lugar nenhum um ataque tão concertado, manipulado e desleal como este que agora fazem ao Benfica, usando a verdadeira cloaca em que se tornou a maior parte da imprensa, os métodos pidescos e traiçoeiros de personagens como Francisco Marques e Nuno Saraiva ( investigue-se sim é as noticias que davam nos seus anteriores postos na Lusa, JN e Expresso), os actuais pontas de lança da sem vergonha e da cobardia, Pedro Candeias, Tiago Barbosa Ribeiro, Pedro Marques Lopes e o inenarrável Octávio Lopes, e outros que o nojo me impedem de nomear.

    Como se sentirão os jogadores e treinadores, esses sim os artistas cujo palco vem sendo negado e ocupado por autenticas opera bufa?

    Sinto um profundo desprezo por toda esta escumalha que gravita á volta do futebol, uma peste que urge extirpar como o pus virulento que são.

    Como diria um Homem de Bem, não me preocupam os gritos dos homens maus, mas sim o silêncio dos homens Bons.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Chakra
      Porque também o considero uma pessoa sensata, digo que assino por baixo o seu comentário a partir de "O desporto em Portugal vai dando pequenos passos em direcção ao abismo" até final
      Acrescento que, apesar de ser portista, festejei com os meus amigos benfiquistas as conquistas europeias do SLB e sofri amargamente com as derrotas nas finais perdidas.
      Aliás, sempre torci por todas as equipas portuguesas nas competições europeias e lembro-me bem de ficar até de madrugada a ouvir os relatos das finais das Taças Intercontinentais do SLB.
      Confesso que desde que LFV chegou à presidência do SLB deixei de torcer pelo Benfica. Por razões que não vou aqui explicar, mas que têm a ver com o facto de ter "conhecido" LFV nos anos 80, quando vivi em frente ao Jardim de Santa Clara.
      Também a mulher que me atura, fervorosa adepta e sócia do SLB há décadas, com presença habitual na Luz, rasgou o cartão de sócia quando LFV foi eleito presidente. E nunca mais pôs os pés no estádio.
      Nada me move contra a grande instituição SLB, mas muitas razões me levam a detestar a sua actualequipa dirigente. Tenho a certeza que, se houver justiça, muitas surpresas os benfiquistas irão ter nos próximos meses.Nem todos, é certo, porque há muitos adeptos que há muito desprezam LFV e seus capangas. É por isso que quando ouço e vejo acusar Pinto da Costa das maiores barbaridades e tratar LFV como um anjinho, me revolto. Sei que por vezes posso exagerar, mas um dia irá perceber as razões do meu desprezo profundo por gente como LFV.

      Eliminar
  3. O que mais me interessa é que o Porto está a beirinha do título.
    O resto, dê-se tempo ao tempo.
    E que investigue e descubra TUDO.
    Doa a quem doer.

    ResponderEliminar