segunda-feira, 2 de abril de 2018

"A nossa vergonha"




O título deste post foi roubado da crónica do Miguel Esteves Cardoso  hoje no "Público" ( sem link) .
MEC envergonha-se com a actuação do  governo e do estado espanhol na causa Catalã, lembrando aquilo que desde sempre me parece óbvio:  é patifaria prender pessoas só porque têm ideias políticas inconvenientes,  ou considerar traição o facto de os catalães quererem ser independentes. 
A este propósito  apenas recordaria, mais uma vez,  que se os portugueses que em 1640 quiseram ser independentes da tirania filipina,  tivessem sido considerado traidores, Portugal não existiria. O mesmo é válido para  as nossas colónias em África. E nesse caso, obviamente, também não teria havido TIMOR que  uniu e tanto emocionou a sociedade portuguesa. 
A vergonha de MEC, porém,  abrange  outra vertente que também já aqui abordei: a solidariedade europeia e portuguesa com Madrid é uma indignidade que nos devia envergonhar a todos.
Fico satisfeito por MEC partilhar a minha opinião nesta matéria mas, mais ainda, porque na sua crónica ( que vale a pena ler) faz referência a um Manifesto divulgado ontem no Público, com o título " BE,  PS,PSD, CDU e PAN  unidos num manifesto pela Catalunha". Ali se pede  a liberdade dos presos políticos  catalães, algo que deveria ser consensual no amplo espectro partidário, mas que não mereceu a concordância do CDS.
MEC indigna-se uma vez mais com a posição do partido ( de que ele próprio está próximo) e pergunta: 
"Como é que (o CDS)  se discorda duma única palavra de um protesto tão claro, simples, democrático e humanista (...)?
Eu creio ter a resposta: o CDS anda feliz, porque a democracia centrista se esgota na exibição de Adolfo Mesquita Nunes como símbolo da pluralidade e da "tolerância homofóbica" reinante no Largo do Caldas.

8 comentários:

  1. Ai, ai, o CDS!!! Está cheio de si próprio com esta Crita(s) arrivista!

    Quanto ao governo de Madrid, é deplorável! Se bem que eu não concorde com a independência da Catalunha.

    Estamos num mundo (tempo e espaço) em que ninguém se entende... :(

    ResponderEliminar
  2. Meu caro Carlinhosamigo

    Subscrevo teu artigo e consequentemente o do MEC. Disse. Só uma lembrança: na Travessa há um artigo sobre Jornalismo.

    Um abração deste teu amigo
    Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  3. O Esteves Cardoso
    é um órfão de Paulo Portas

    ResponderEliminar
  4. A minha vergonha foi o resultado do Belenenses contra o FCPorto.

    O que está a. acontecer com a nossa equipa, Carlos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito cansaço, Teresa. Espanto-me como o gás durou quase at´à Páscoa...

      Eliminar