terça-feira, 6 de março de 2018

Ser amigo dos animais é...

Proibir que sejam torturados em touradas e espectáculos afins, para gáudio dos seres humanos;
É não manter aves aprisionadas em gaiolas;
É não manter animais em cativeiro;
É punir severamente quem viola as regras das condições de transporte de animais para abate;
Ser amigo dos animais é, por fim, não comer os seus cadáveres.

8 comentários:

  1. De acordo!!!!

    E eu que comi bacon hoje...

    : (

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se preocupe, Catarina. Um casal judeu amigo dos meus pais também comia, porque dizia que Bacon não é carne.
      E eu, apesar de desaconselhado, de quando em vez também como uma fatiazinha,

      Eliminar
  2. Concordo com tudo menos com o ultimo paragrafo, embora tenha uma alimentação muito próxima da vegetariana (ovolactovegetariana).

    O grande problema é a falta de qualidade em toda a cadeia de produção alimentar, inclusivamente nos cereais e vegetais.

    O lucro, sempre o lucro, onde nos impingem salmão do Chile, bacalhau do Pacifico, carne de animais torturados e por aí fora.

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Bifes deixei de comer há muito tempo, porque enjoei a carne de vaca, Pedro.

      Eliminar
  4. Se este post tenta ser irónico o que digo a seguir tem a importância relativa.
    Se tenta ser sério, então lá vai:
    Devo ser (e sou) amigo dos animais, mas não esquecer que eles se comem uns aos outros.
    O leão, o tigre, etc. comem a gazela, a zebra, etc.
    As aves de rapina comem outras aves, coelhos, ratos do campo, etc..
    Os peixes grandes comem os peixes pequenos.
    As aves pequenas comem, além de grãos, insectos e lagartas, etc..
    A cadeia alimentar está assim organizada na natureza.
    Outra coisa, absolutamente reprovável, é torturar os animais em vida, ou na morte.
    E touradas, não obrigado!
    O touro é o único que lá está contrariado, e talvez os cavalos...

    outeiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O último parágrafo não é para levar a sério, Outeiro. Também como carne, mas quase exclusivamente branca.

      Eliminar