quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Estavas (linda?) Inês posta em sossego

A Inês Herédia insulta Catherine Deneuve por discordar dela, mas esse não é o cerne da questão. O problema  mais grave é trata-la como se fosse mentecapta, usando expressões rasteiras e insidiosas e, acima de tudo utilizando um discurso palavroso e desarticulado.
Se é com missivas destas que elas querem que apoiemos as suas causas, aviso que para esses filmes fundamentalistas e asininos já dei e a única coisa que tenho a acrescentar é: IDE BUGIAR!
Ora ide ler este disparate. Ide!

12 comentários:

  1. “Elas” saberão defender-se melhor daqui para a frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://bandalargablogue.blogs.sapo.pt/isto-e-assedio-ou-e-seducao-2209612

      A fronteira ténue da hipocrisia, sem desprimor pela verdade claro...

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Está a brincar, Chakra Indigo! Quantos anos tem?! Em que século vive?! Perguntas retóricas apenas.
      Outras mentalidades, outras críticas.... “enfim”... (como uma amiga da blogosfera gosta de escrever)

      Eliminar
    4. Não pretendo fazer um tratado de filosofia deste assunto nem colocar-me de um lado da "barricada", provavelmente foi uma maneira antiquada, dado o século em que nasci, de realçar que há uma ténue fronteira a separar uma causa justa de um argumentário que favorece uma "caça ás bruxas" onde não existe separação entre comportamentos eticamente reprováveis e comportamentos criminosos

      Repare, apesar de acreditar na pureza do movimento MeToo, a tentativa canhestra de tipificar comportamentos e de catalogar pessoas pode ser um exercício revelador, por exemplo na sua resposta ao meu comentário, onde tenta menorizar-me ou pela idade ou pelas ideias, colocando-se numa posição de superioridade moral, que, lá está, era o que o meu inocente comentário pretendia criticar.

      Mea culpa, fui eu que não me expliquei suficientemente bem, por isso me penitencio, talvez uma forma desajeitada de ironizar com um tema que acredito ser importante, especialmente pelo elevado numero de pessoas afectadas.

      Já agora, sou dos gloriosos anos sessenta :-)

      Eliminar
    5. O problema, Catarina, é que andam por aí umas tugas armadas em vítimas, que deveriam estar bem caladinhas, por isso, não acredito que por cá "elas"aprendam seja o que for. Apenas copiam e mal...

      Eliminar
    6. chakra indigo,
      Não, a intenção não era demonstrar superioridade moral ou menorizá-lo(a). Não creio ter sido alguma vez mal educada e não vou começar a sê-lo hoje. As minhas desculpas.
      A jovem do link veste-se assim porque gosta, talvez porque queira chamar as atenções dos fotógrafos e criar nome... mas mesmo assim a maneira como se veste não dá direito a ninguém de a assediar.
      Os anos sessenta foram gloriosos!

      Eliminar

    7. Carlos, como já tenho dito, num cesto de maçãs “sadias”, há sempre uma maçã podre!

      Eliminar
  2. Mau Maria, então primeiro tenho um comment em duplicado, depois apago um e vão-se embora os dois. Eram siameses ou quê?! Olha, agora já não me apetece repetir. Fica para outra vez e outro assunto. Tenham uma boa noite

    ResponderEliminar
  3. Sou mesmo ignorante. Desconhecia a existência desta senhora. Conheço o nome e alguns dos seus petulantes portadores. Mas a rapariga para os 10 anos ou já era muito má intencionada, ou os extremos se tocam, muito ingénua. Ou seria interesseira e queria vingar a todo o custo no desporto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a ficar de copo cheio com gente como esta Herédia que, com as suas descabeladas reacções e atitudes, descredibilizam uma causa justa e uma luta séria. Estou danadinho para escrever um post sobre uma dessas pseudo vítimas, mas quero conter-me. Vamos lá a ver se consigo...

      Eliminar
    2. Carlos, eu tenho uma imagem tirada num palco de Cannes em que uma artista quase despida, levantou a perna estando sem cuequinha para que os fotógrafos se servissem à vontade.

      Eliminar