sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Auto Europa


Soube que os trabalhadores da Auto Europa reiniciaram esta semana as negociações com vista às regras laborais que devem vigorar durante a produção do T-ROC.
Pelo que vou sabendo, os horários que a empresa pretende impor são próprios do início do século XX.
De qualquer modo, talvez fosse mais apropriado começarem a discutir as indemnizações dos trabalhadores que dentro de alguns anos serão despedidos, quando a administração alemã decidir que o próximo modelo da Volkswagen  seja produzido noutro país.

3 comentários:

  1. Não quero falar do problema chamado Autoeuropa.
    Por isso, aproveito a minha passagem para lhe desejar, estimado Carlos, um feliz Natal e, sobretudo, sinal positivo no que à saúde diz respeito.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Boas Festas, Carlos.
    Não comento sobre o post porque não estou a par do assunto.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Em contrapartida eu sou uma pessoa que há muitas que há várias décadas defende o trabalho por turnos e com menos horas de trabalho, o que implicaria, mais emprego, mais disponibilidade para todos trotarem das suas vidas, menos congestionamentos nos transportes onde se perdem anos de vida. claro que os ordenados teriam de ser menores ou maiores conforme o ponto de vista, mas haveria uma melhor redistribuição. Hoje as famílias já não têm tempo para estar juntas, já nem falam, olham para as tv, ou tlm, quando abrem a boca é para discutirem. Se não houvesse quem trabalhasse por turnos há muito que o mundo não funcionaria.

    ResponderEliminar