quarta-feira, 12 de julho de 2017

Memórias em vinil( CLXXXIII)

Uma pausa na música francesa para recordar Engelbert Humperdinck
Boa noite!

5 comentários:

  1. Fui a um dos seus concertos. Nem sei quantos anos já passaram.

    E uma canção de Bieber?! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bieber não é do tempo do vinil, Catarina, por isso, não tem lugar aqui :-)

      Eliminar
  2. O tema é pouco aflorado na música. E não deixa de ter acuidade. Mas não se pode prender ninguém; se o coração quer partir, parte sem licença. É a vida. Desejo ao senhor do nome esquisito uma boa viagem. E mais a todos que estão fora de sítio. A vida é curta mas não há mal a que o tempo não dê o lugar devido, é um algoz curioso, também liberta.
    Au revoir

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curiosamente, Bea, esta não deixa de ser uma boa canção de amor. Não lhe parece?

      Eliminar
  3. Esta é uma das 'munta boas', Carlos.

    ResponderEliminar