quarta-feira, 21 de junho de 2017

Cristiano Ronaldo, diz-me lá: já exprimentaste f....?



Agora que Cristianinho  fez 7 anos e vai para a escola, tendo por isso menos tempo para brincar com o pai, Cristiano Ronaldo "encomendou" um par gémeos para se entreter.
A minha primeira reacção à notícia foi perguntar se CR sabe que ainda é possível fazer filhos pelo método body to body, mas depois soube que a sua actual  namorada está grávida e há uma forte possibilidade de o filho ser dele. Logo, talvez o método não lhe seja totalmente desconhecido.
Daí que tenha reformulado a questão e  tenha dado por mim a perguntar-me  por que razão CR 7 não adopta crianças, em vez de os encomendar a uma barriga de aluguer. Era mais nobre e, se a ideia é ter crianças para brincar, até tem possibilidade de escolher uma que se adapte ao seu gosto. 
Estava eu nestas cogitações, quando me lembrei de lhe recordar esta sugestão que aqui avancei em 2009  .


11 comentários:

  1. Carlos fique a saber que o Ronaldo os tem nos sítio! Acabamos de vencer na Rússia onde nunca tínhamos ganhado, graças a ele. Por outro lado dá muito mais prazer olhar para um filho e ver que ele é a cara chapada do Pai. Uma mulher só lhe daria trabalhos. Como seria um divórcio? O que o pobre do João Baía sofreu, agora imagine o Ronaldo. E também lhe faço uma afirmação: no outro dia pus os olhos na Georgina e vi que ela não está grávida. Só estiveram a distrair o pessoal. É tão bom ter tanto poder graças ao seu talento e trabalho, já que era filho dum alcoólico que morreu de cirrose, só soube fazer filhos e a mulher que se desenrascasse, por isso ele foi recambiado de casa tão novo para ganhar a vida. mas mesmo assim ele adorava o pai, talvez seja aquela comiseração que eu sinto pelos pobres/fracos que não conseguem livrar-se da desgraça que é a vida e não nasceram em berço de oiro. Boa noite.
    Esqueci-me de dizer que como o Carlos vê o sexta às 9 deve ter visto o trabalho que dá adoptar um criança mesmo deficiente, com uma que foi retirada a uma advogada, no programa da semana passada e de outros com temas idênticos. ☼☺☼☼

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho a mania de trocar os nomes ou de rebaptizar. Eu queria dizer João Pinto.

      Eliminar
  2. Admiro muito o CR7.
    Ainda não percebi esta mania dele e ele ainda não a explicou.
    Não quer ficar a sustentar a(s) mãe(s) dos miúdos?
    Se for isso não é nada bom sinal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será que as centenas de milhares de dólares que ele pagou no contrato da barriga de aluguer não daria para sustentar um mulher? Além disso as mulheres hoje não precisam de ser sustentadas. Essas trabalham e bem e são muitas vezes o suporte da casa. As que servem só para parir é que não são mulheres. às vezes nem sabem como ficam grávidas. Já agora mais uma informação. não sei se sabem que a Irina, pelo contracto que tinha com a agência não podia engravidar antes dos 30 anos. Primeiro que dar o máximo rendimento ao corpo.

      Eliminar
  3. Há aqui alguma insinuação a ver com parafilia ou é apenas para "chocar" os leitores?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não Catarina: O futebol gera atitudes não explicáveis pela razão humana. E então quando se trata do dragões é uma doença que não tem não tratável. Veja o que se passou agora com a AEM. Preferem prejudicar o país em troca dum bairrismo bacoco. Só não pedem a independência como a como Barcelona quer, porque não se safavam. Apesar de haver mais ricos por km2, é nessa região que ainda há mais exploração de mão de obra barata e onde a Segurança Social paga mais RSI (Rendimento Social de Inserção) e outos apoios, tudo isto, evidentemente, em termos relativos.

      Eliminar
    2. Creio que estamos a falar em coisas diferentes ou então é porque estou a ter dificuldade em decifrar a sigla AEM e não compreenda o que a Anfitrite está a tentar dizer.
      O meu comentário deve-se a este período: “Era mais nobre e, se a ideia é ter crianças para brincar, até tem possibilidade de escolher uma que se adapte ao seu gosto.”
      O Carlos não escreve à toa. O Carlos pondera sobre o que escreve, é provocador (não em sentido derrogatório) e gosta de “brainstorming”. Sabe usar as nuances de uma língua como ninguém! Gosta expandir o campo semântico das palavras o que, evidentemente, dá – ou pode dar – azo a várias interpretações.
      : )

      Eliminar
  4. Hum... embora eu não conseguisse viver por estes padrões de pensamento, consigo compreender que ele queira evitar os encargos chorudos com as mães das crianças, e que o trabalho de arranjar uma barriga de aluguer em vez de adoptar se justifique pelo justo desejo de propagar o seu próprio e preciosíssimo ADN...

    ResponderEliminar
  5. Ainda venho dizer mais uma coisa: Eu nem sei como é que ele tem tanta garra e força. Talvez porque foi afastado da família. Ele ainda tem um irmão mais velho que era um alcoólico como o pai e ainda por cima drogado. Ele pagou-lhe várias desintoxicações e só quando o encostou à parede, digamos assim, é que conseguiu, que primeiro se livrasse do álcool e depois das drogas. E é esse irmão que hoje está a administrar o museu que tem o nome dele.

    ResponderEliminar
  6. Perdão!
    Acho que me enganei na porta. Já tive dias melhores!
    Bj, Carlos

    ResponderEliminar
  7. Admiro muito o CRISTIANO RONALDO e respeito a sua vida particular como gosto que respeitem a minha.

    ResponderEliminar