segunda-feira, 20 de junho de 2016

Vale uma aposta?


Esta semana será decisiva para o futuro da Europa. Dia 23 ficaremos a saber se a Inglaterra se mantém na Europa e, no dia 26, se Espanha vai ter um governo de esquerda.
É minha profunda convicção, desde o dia em que Jo Cox foi assassinada, que os ingleses vão votar pela permanência na UE.
Devemos, porém, estar preparados para avitória do Brexit, uma péssima notícia para Portugal, mas  também para a Europa, que terá os dias contados. O efeito dominó será irreversível e começará pela desagregação do próprio Reino Unido.
Em relação a Espanha, seja qual for o resultado das eleições, Portugal ficará sempre a perder. Se a esquerda vencer e conseguir formar governo,  Portugal terá mais um parceiro na Europa disposto a bater o pé a Bruxelas mas, em contrapartida, é certo que a Alemanha e o Eurogrupo não deixarão de exigir pesadas sanções contra Portugal e Espanha.
Se Rajoy vencer, talvez nos livremos das sanções, mas Bruxelas ganhará mais força para nos impor fortes medidas de austeridade como contrapartida.
Há ainda uma terceira hipótese que até parece ser a mais provável. A avaliar pelas sondagens e pelas declarações dos lideres dos principais partidos em relação a alianças,  das eleições de domingo não vai resultar a possibilidade de formar governo.
Se assim for, qual será o futuro de Espanha? Muito difícil de prever. A única certeza é que não haverá novas eleições.
Bem, mas apesar de a Europa e uma boa parte do mundo ocidental estar suspenso com os resultados do Brexit e as eleições espanholas aposto que, pelo menos até quarta-feira, o que vai estar no centro das notícias nas nossas televisões é o Euro 2016 e a discussão sobre o (não) apuramento de Portugal para a fase seguinte. Vale uma aposta? 

10 comentários:

  1. É minha convicção:
    1 - A Inglaterra não vai sair da Europa
    2 - A esquerda não vai vencer as eleições em Espanha
    3 - Quanto ao centro das notícias não aposto nem a ponta de um dedinho

    Sempre que ligo a televisão, ou vejo um "palrador" a dissertar sobre futebol ou uma bola no ar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com o ponto 1, tenho dúvidas em relação ao 2 ( a esquerda ganha, mas não se entende para formar governo) em relação ao 3 a resposta pode ser conhecida a partir de hoje.

      Eliminar
  2. O apuramento de Portugal para a fase seguinte é a única coisa que me interessa neste momento. Que se lixem os ingleses e os espanhóis.

    ResponderEliminar
  3. Andei por aqui pondo a leitura em dia.
    Abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Elvira. Eu também vou por as leituras em dia pela blogosfera, antes de partir para férias no final da semana.

      Eliminar
  4. A Inglaterra tinha a obrigação de ganhar à Eslováquia esta noite, antes de abandonar a União Europeia, assim Portugal só precisava de empatar com a Hungria na quarta-feira.

    O cenário não é favorável para Portugal. Quanto aos britânicos continuarão a viver tranquilamente na ilha depois do BREXIT.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não haverá Brexit nenhum , Teresa e Inglaterra preferiu ficar em segundo lugar no grupo, porque assim vai jogar contra o segundo do nosso grupo, que será um adversário mais fácil.

      Eliminar
    2. A maioria dos cidadãos da UE é contra "Brexit" A preocupação sobre um possível Brexit varia entre os países. Mais de 50% dos polacos e 48% dos alemães temem as consequências dessa decisão para a União Europeia. Já a maioria dos franceses, espanhóis e italianos não acreditam em efeitos negativos.

      A seleção inglesa decepciona, assim como a francesa e a alemã. Então, o Carlos pensa que os ingleses estão contentes em ver o seu vizinho, o País de Gales, terminar na liderança do Grupo B da Eurocopa 2016.

      Eliminar
  5. Tenho mais certezas acerca de Espanha (impossível encontrar uma solução governativa) do que acerca do Brexit (acho que o Remain, no final, acabará por ganhar).
    Veja a análise do John Oliver acerca do Brexit.
    Bestial!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai ganhar o Bremain, pelas razões que expliquei logo após Jo Cox ter sido assassinada, Pedro.

      Eliminar