quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Não será altura de escolherem outro inimigo?


Há dias, Angela Merkel disse estar horrorizada com o sofrimento causado aos sírios, por causa dos bombardeamentos russos.
Ontem, essa figura sinistra que dá pelo nome de Donald Tusk juntou-se ao grupo de carpideiras que lamentam o massacre na Síria e acusou a Rússia de estar a ajudar o regime assassino de Assad.
Eu, que apesar de todas as vicissitudes, vou tendo alguma memória, lembro-me da euforia que percorreu o mundo inteiro quando o pm  português  aceitou servir chá e bolos nos Açores  a três terroristas ( Bush, Blair e Aznar)  enquanto eles inventavam um pretexto para a invadir o Iraque. Sabemos a gorjeta que Durão Barroso recebeu pelo servicinho e conhecemos os efeitos dessa invasão. Não só no Iraque, mas em toda a região.
Também ainda me lembro da euforia de comentadores e jornalistas idiotas que glorificaram a Primavera Árabe como a redenção dos bárbaros às virtudes da democracia. Os resultados estão à vista e os mesmos sem vergonha que celebraram a Primavera Árabe agora estão calados ou, como meros seguidores acéfalos de quem lhes paga, enfileiram no coro dos que culpam a Rússia pelo que se está a passar na Síria. Não tarda nada, vão acusar Putin de estra a armar o Daesh, esquecendo-se que foram países como Alemanha, França, Inglaterra e Estados Unidos que sistematicamente armaram terroristas, com o intuito de combater ditadores que não se vergavam aos interesses do Ocidente.
Não tenho qualquer simpatia por Putin. Considero-o mesmo um tipo perigoso. Estou, no entanto, farto de ouvir desde a infância, a lenga lenga  de que a Rússia é a causadora de todos os males do mundo. Era altura de os países ocidentais que andaram a semear guerras no Médio Oriente, a financiar terroristas e a cometer actos terroristas, assumirem os seus erros, em vez de persistirem na posição bacoca de se armarem nos bonzinhos que andam a lutar contra os maus que querem destruir a Humanidade.
Deixem de ser ridículos!

4 comentários:

  1. Pois claro! Concordo com quase tudo o que diz!

    ResponderEliminar
  2. ~~~
    ~ Muito Bem, Carlos!

    ~ Excelente crónica.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  3. A frau é apenas uma social-fascista, traumatizada, da parte pobre da actual Alemanha e que pretende ficar na história como um novo Hitler. Começou por fazer grandes estragos na Ucrânia e vai tentando estragar o resto.
    Também tenho boa memória e as minhas posições foram publicamente escarrapachadas quando via os outros eufóricos nos seus comentários. Agradeço por ter escrito tão bem aquilo que eu penso.

    ResponderEliminar
  4. Parabéns pelo texto! Concordo inteiramente com ele. Nem eu teria escrito melhor.

    ResponderEliminar