quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Sabe o que é pragmatismo, senhor Presidente?

As trafulhices do sistema bancário já custaram aos portugueses 12 mil milhões de euros- revelou ontem o Tribunal de Contas.
Nesse mesmo dia, aquele senhor de fato azul que gosta de falar para as câmaras com a boca cheia e tem a mania que é Presidente da República, disse que os governos ideológicos são um disparate e, mais cedo ou mais tarde, caem na realidade. Aconselha por isso os governos a serem  pragmáticos.
Um conselho deste jaez dado por Cavaco Silva tem que se lhe diga e, traduzido por miúdos, significa o seguinte:
Um tipo vai à Figueira da Foz para derrubar um governo do bloco central, alegando que só foi fazer rodagem ao carro, e chega a primeiro ministro. Leva então para o governo um grupo de trafulhas que depois de se banquetearem à mesa do orçamento, criam um banco e pagam o favor ao tipo que lhes arranjou lugar no governo, com umas acções macacas que geram lucros estratoféricos em tempo recorde. Anos mais tarde esse mesmo banco vai à falência, os trafulhas pavoneiam-se impunes e os contribuintes pagam o pato. Ou seja, as acções do Cavaco que geraram lucros desmesurados.
Entretanto o ex-pm  candidata-se a PR, garantindo que um outro banqueiro  financie a sua campanha e, uma vez chegado a Belém, para distrair os tugas das trafulhices dos amigos,começa a inventar histórias de escutas e a invectivar o povo a sair à rua para protestar contra as medidas de um governo de que o PR não gosta.
Depois de conseguir derrubar o governo e colocar lá um tipo do seu partido, apoia todas as medidas de austeridade, despreza o povo, apoia tudo quanto seja trafulhice, viola a Constituição e faz declarações e juras de amor eterno aos mercados. 
Só que um dia- azar do Cavaco- entra-lhe pelo palácio dentro um novo PM escolhido pelo povo de que ele não gosta e o homem que finge ser PR volta a avisar o povo que os governos ideológicos são uma tanga ( desde que não sejam da sua ideologia, obviamente...)  
Este é o seu pragmatismo, senhor, presidente. Permita, agora, que lhe diga qual é o meu pragmatismo:
Uma vez que o cidadão Aníbal Cavaco Silva, quando foi primeiro ministro, se rodeou de vigaristas e trafulhas, a quem deu lugares de ministros e secretários de estado, criando condições objectivas para que eles utilizassem os cargos para ganhar credibilidade;
Tendo em consideração que os cidadãos a quem conferiu tarefas governativas criaram um banco que faliu, gerando um grande  encargo para os portugueses;
Considerando que o cidadão Aníbal Cavaco Silva aceitou umas acções "oferecidas" pelo dono do BPN que geraram lucros incomuns em tempo recorde;
Considerando tudo o que atrás ficou escrito não se pode inferir que o cidadão ACS tenha sido trafulha mas, objectivamente, beneficiou de  vantagens proporcionadas por uns vigaristas que ele levou para o governo. 
E como eu sou ingénuo, mas não sou parvo, e acima de tudo sou pragmático, concluo dizendo que é uma pena a justiça em Portugal não ser igual para todos. Pelo contrário, persegue quem tem princípios (os " ideológicos") e faz vista grossa aos tipos que se sentem integrados no sistema. Face a isto, o meu pragmatismo obriga-me a só acreditar na honestidade do cidadão ACS, no dia em que a justiça cumprir o seu papel. 

10 comentários:

  1. Meu Amigo , permita-me tratá-lo assim , bom Natal e que 2016 nos dê Paz , Saúde e Lucidez , que nunca nos faltou. Adorava pertencer ao seu grupo de tertúlia , eu e as meus e minhas amigas que não andamos a dormir....Por aqui , muita , mas muita gente acha o animal, desculpe , o Aníbal , aquele anjo que nos veio salvar da picada atrás da orelha...
    O seu post , está um texto que merecia ser espalhado por toda a parte e acordar o pessoal. Como alguns seus leitores dizem , boa malha.
    Bom Natal.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  2. Excelente texto, como sempre. E como a maioria das vezes, concordo com o que dizes.
    (também não tenho andado muito activa nas visitas por motivos vários, o que não quer dizer que não aprecie sempre o modo como fazes jornalismo. Desejo-te umas festas natalícias cheias de saúde e paz!)

    ResponderEliminar
  3. Cavaco Silva foi o responsável, entre outras coisas e ainda enquanto primeiro ministro, da inflacção da Função Pública.
    Cavaco Silva foi o responsável, entre outras coisas, pelo desvio de verbas comunitárias que se destinavam aos aduaneiros, com graves problemas na altura, e foram parar ao cimento e betão - troço de autoestrada e respectivois acessos junto a Alverca.
    Entre outras e outras e outras coisas.

    Deixo-lhe, caro Carlos, os votos de um feliz Natal.

    ResponderEliminar
  4. Assino contigo, amigo.


    Quanto ao mais , se escrevo o desprezo e o nojo que o reformado de Boliqueime e sua pandilha me provocam , quem tema Justiça em cima sou eu ...

    Um abraço de Boas Festas

    ResponderEliminar
  5. Bom texto mas muito suave para o energúmeno em questão. Tenho nojo dele. Foi o pior que poderia ter acontecido ao nosso país.
    Desejo-lhe um Natal em paz.

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Para memória futura - Pragmaticamente e livre de ideologias - vade retro satanás - o senhor Silva segundo Jardim em fim-de-festa medalhou o menino João da Madeira, o tal que outrora defendera a expulsão do medalhador para fora do ppd/psd. Note-se que o senhor silve segundo Jardim em tempos tentou que o seu rosto não figurasse num cartaz com os restantes Big-Chefes desde Sá Carneiro. Há pragmnatismos sinuosos e pragmatismos viscosos.

      Eliminar
  7. É triste e desolador.
    Pouco entendo de história política mas se o que conta sobre o nascimento do banco e o restante for fundamentado, o nojo ultrapassa quaisquer limites da decência! para quem a tem, pois claro.

    Destesto ser num post deste teor mas cá deixo os votos de 2016 melhor. Pelo menos algum consolo devemos sentir por esses energúmenos vigaristas terem dado de frosques. Pena que não o fizeram antes de vender metade do país, raspar todos os tachos e deixar uns quantos outros com a tampa aberta para o seu futuro!

    BFestas

    ResponderEliminar
  8. O vinho com a idade amadurece fica doce.Este senhor com a idade está a ficar cada dia mais azedo...Insuportável!

    ResponderEliminar
  9. Devia existir justiça para este crápula, e seus abutres!

    Feliz Natal Carlos e um beijinho.

    ResponderEliminar