sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Cavaco: ignorante ou embusteiro?

O sr de Boliqueime vive há 10 anos em pecado permanente. Jurou cumprir e fazer cumprir a Constituição, mas quebrou o juramento inúmeras vezes.
Tudo começou no governo de Sócrates, quando inventou aquela história das escutas, ou quando fez uma patética comunicação ao país a propósito do Estatuto dos Açores. Foram ataques ad hominem  perpetrados pelo presidente das Alcagoitas, que violaram um princípio constitucional básico e quebraram a confiança entre órgãos de soberania, que Cavaco estava obrigado a preservar.
Foi, porém, durante o governo de Passos Coelho, que o sr Aníbal se especializou nas quebras de juramento. Para ele, o perjúrio tornou-se tão banal que nem se deu ao trabalho de fingir que duvidava da constitucionalidade de leis básicas ou do Orçamento de Estado. Com grande celeridade, aprovou tudo, submetendo-se sem vergonha à humilhação de ser desmascarado pelo TC.
Ontem, na cerimónia de tomada de posse do XXI Governo, Cavaco invocou os seus poderes constitucionais para mostrar que estava desagradado com a solução parlamentar e fazer algumas ameaças a António Costa.  Fê-lo com aquele tique trauliteiro que é seu apanágio, dando pretexto a muitos comentadores de mostrarem a sua ignorância, dizendo que Cavaco poderia demitir o governo.
Cavaco pode ser muito estúpido, mas não ao ponto de demitir António Costa, pois teria de o deixar em gestão, o que favoreceria inequivocamente PS,PCP e BE em próximas eleições.
O que Cavaco insinuou foi que se não estivesse coarctado no seu direito de dissolver a AR, por estar em final de mandato, o teria feito impedindo um governo de esquerda. E é aqui que começo a ter dúvidas. Será Cavaco ignorante, ou embusteiro? 
Na verdade, mesmo que não estivesse em final de mandato, Cavaco não poderia dissolver a AR antes de Abril, porque só decorridos seis meses sobre o dia das eleições é que tem esse poder.
A esta hora, talvez Cavaco esteja arrependido de ter feito orelhas moucas aos avisos dos que o aconselhavam a marcar as eleições para a primavera de 2015.
Se o tivesse feito, o PS poderia ter vencido as eleições, mas não teria maioria absoluta e o acordo à esquerda não teria sido possível. Agora é tarde, avôzinho!

16 comentários:

  1. AH!AH! Dez anos em pecado permanente (e mortal, não?) é muito. Lá vai o Cavaco para o quinto dos infernos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já lá está. Para a boliqueimada figura, ter dado posse a um Governo de esquerda é pior que o inferno.

      Eliminar
  2. ~~~
    Não muito douto - lembro como desautorizou a ASAE perante a TV -
    ~ sempre foi e é, sem sombra de dúvida, o presidente dos laranjas...
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  3. Esse homúnculo até faz medo só de lhe olhar para as f*ças com que anda desde que o "governo" dos seus apaniguados caiu!!

    Receio muito que ainda venha a fazer mais alguma das suas! Um ressabiado, vingativo e vil! Um triste traste!

    ResponderEliminar
  4. Tal como afirmou um embaixador dos EUA,"homem mesquinho,vingativo e sem carácter",e não o teve como presidente!

    ResponderEliminar
  5. A idade vai-lhe avinagrando a existência....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Célia o termo avinagrado
      é inadequado
      um termo gourmet
      não deve apelidar
      quem se deixou azedar

      Eliminar
  6. è ignorante e embusteiro , está tontinho e já só deve ouvir a avòzinha...que está mais " guicha " que ele
    Aqui vai um regionalismo.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  7. Felizmente os poderes do senhor estão com os dias contados.

    ResponderEliminar
  8. O PR é idiota, Carlos.
    Já sabíamos isso.
    Está em fim de mandato e, até por isso, se engoliu um sapo tão grande ao dar posse ao Governo, porque é que deu??
    Mantinha os outros em gestão (o Passos Coelho recusou mesmo essa possibilidade???) deixava o próximo PR lidar com a situação.
    Dar posse ao Governo, mandar recados em público, receber a resposta em público, depois dos episódios com a AR e o seu presidente, é uma vergonha para Portugal.
    Que linda imagem que se está a dar do país!! :(
    Aquele abraço, Bfds

    ResponderEliminar
  9. "Tal como afirmou um embaixador dos EUA, homem mesquinho,vingativo e sem carácter"

    Que vergonha que tenho de esse homem ser Louletano.
    É o pior dos insultos que me ocorre, para não ser ordinário.

    O americano, e por ser embaixador deve ter conhecido imensos governantes, tirou-lhe a foto num instante!

    ResponderEliminar
  10. Só em caso de extrema necessidade voltarei a falar desse senhor, o presidente faz de conta.

    ResponderEliminar
  11. Carlosamigo

    Continuo a desejar que estejas bem - ou, pelo menos, melhor. A saúde não tem preço - salvo para os sacanas de zarparam!...

    Do C. Silva digo o que disse o Obsaervadoramigo.

    Abç do Leãozão

    Ainda não foste ao novo A Travessa do Ferreira nem mandaste um imeile para o novo imeile... Estou admirado. O que se passa? :-))) Fico, como sempre, à tua espera, meu caro ...

    ResponderEliminar
  12. Carlosamigo

    Continuo a desejar que estejas bem - ou, pelo menos, melhor. A saúde não tem preço - salvo para os sacanas de zarparam!...

    Do C. Silva digo o que disse o Obsaervadoramigo.

    Abç do Leãozão

    Ainda não foste ao novo A Travessa do Ferreira nem mandaste um imeile para o novo imeile... Estou admirado. O que se passa? :-))) Fico, como sempre, à tua espera, meu caro ...

    ResponderEliminar
  13. «A esta hora, talvez Cavaco esteja arrependido de ter feito orelhas moucas aos avisos dos que o aconselhavam a marcar as eleições para a primavera de 2015.

    Na realidade foi exactamente isso que ele propôs a António José Seguro em Julho de 2013 (eleições no princípio de 2015), em troca de um acordo com a coligação de direita por ano e meio. E este estupidamente recusou. Se tivesse aceitado, provavelmente seria hoje primeiro-ministro com maioria absoluta. Mas como se pode ver, a vida dá muitas voltas.

    ResponderEliminar