quarta-feira, 22 de abril de 2015

É mesmo possível uma alternativa? Que decepção!

 O documento ontem apresentado por  António Costa está a ser analisado como se de um programa de governo se tratasse, apesar de o secretário geral do PS ter desde logo alertado que não se devia confundir o documento com o programa do governo. Esse será apresentado em Junho.
Convém à direita estabelecer a confusão. Por distracção, demérito ou aliança estratégica, a esquerda embarcou no jogo do governo. Nada a que não estejamos habituados...
Vale a pena, apesar de tudo, analisar as diversas reacções.
Surpreendentes, as  de diversos economistas engajados com o actual governo, ou apoiantes das medidas de austeridade. Reagiram positivamente admitindo que há uma verdadeira alternativa, consistente e com pés para andar.
Expectáveis as dos partidos do governo mas, mesmo assim, merece especial destaque o facto de o PSD ter reagido com um coro de críticas, apenas 10 minutos depois de o documento de 95 páginas ter sido apresentado. Isto já diz muito sobre a seriedade das críticas do PSD, mas hoje Passos Coelho deu um toque picaresco à coisa, ao pedir uma versão editável das propostas, para poder fazer contas!
O CDS mandou Cecília Meireles- que nem para secretária do estado do turismo serviu- ameaçar com o papão do regresso da troika mas, tal como o PSD, não apresentou nenhuma prova concludente sobre o irrealismo das propostas. O que aliás seria difícil, perante a evidência deste quadro:

Roubado à Câmara Corporativa

PCP e BE também não se impressionaram e alinharam ao lado do governo nas críticas às propostas. Nada de surpreendente no PCP, que na última década não tem regateado apoio ao PSD sempre que se trata de atacar o PS.  Do BE, confesso que esperava um bocadinho mais de sensatez...
Pelo que fui lendo nas redes sociais, também alguns seguristas se mostram descoroçoados. Compreende-se. A sua aposta era um entendimento com o PSD para um Bloco Central e estas propostas afastam qualquer hipótese de isso vir a acontecer. É mesmo possível uma alternativa à fusão PS/PSD? Que decepção!- admitem alguns seguristas enquanto vão roendo as unhas e equacionam votar no PSD nas legislativas do Outono.
Quem sabe se o PSD não lança uma campanha de recrutamento de novos militantes, antes das legislativas, para receber os seguristas desiludidos com as propostas do PS?


10 comentários:

  1. Concordo com a tua análise. Confesso, no entanto, a minha surpresa perante o que tu dizes ser a posição dos seguristas. Custa-me a crer.

    ResponderEliminar
  2. Concordo com a tua análise. Confesso, no entanto, a minha surpresa perante o que tu dizes ser a posição dos seguristas. Custa-me a crer.

    ResponderEliminar
  3. Nada de novo, a técnica é velha e aplicada há muito tempo, lançar várias medidas para o ar, esperar para ver quais possam levar a perda de votos e depois... é só escolher as restantes para fazer o programa ideal... para pôr as mãos na "massa"... perdão... para o bem... do futuro dos portugueses... uma preocupação que nem deixa dormir os políticos portugueses ;)

    ResponderEliminar
  4. "PCP e BE também não se impressionaram e alinharam ao lado do governo nas críticas às propostas. Nada de surpreendente no PCP, que na última década não tem regateado apoio ao PSD sempre que se trata de atacar o PS."

    Carlos, a isto eu chamo fazer bom aproveitamento
    do silenciamento...
    E o pior é que sabe
    não ser verdade

    ResponderEliminar
  5. Não falando da direita, é graças ao PCP e ao BE que chegámos a esta situação. Às vezes temos mesmo de engolir sapos para o bem comum. Mas francamente já me custa aturar tanta imbecilidade. O Matos Correia é um asqueroso que fez o comentário, mal tinha acabado a apresentação. desde há muito que tenho visto a sua falta de carácter. Isto já não é política, não é nada. É do mais reles a que podíamos ter chegado. Como o Carlos tem audiência continue a bater-se porque eu nem sei como irei aguentar seis meses de podridão. Eu não consigo entender como é que as pessoas não vêem/sentem a diferença entre o António Costa e esta escumalha que anda por aqui. Custa-me a crer que haja tanta gente que só pensa nos seus interesses e em tramar o próximo. Os Seguristas deviam estar calados, porque andaram a seguir um espantalho, empalhado, que mesmo noutros tempos, como deputado, votava sem saber como, só para dar nas vistas. E o AC é mais outro para queimar, porque não pode fazer milagres e será sempre criticado, por abrir a boca ou por ficar calado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma andorinha não faz a Primavera e o que me preocupa são os "andorinhões" que continuam por lá... e que vão voltar a fazer exactamente o mesmo que faziam antes, não é por mudar o chefe da banda que ficam a tocar melhor... aquilo no ninho é ver as palhas a saltar por todo o lado... não consigo evitar imaginar a imagem das andorinhas de boca escancarada à procura de apanhar a melhor minhoca lol

      Eliminar
    2. esta de eu... imaginar a imagem... até me deu dor de cabeça e a escrever mau português lol

      Eliminar
    3. Isa Grande Turismo: pode crer que um que um bom chefe faz toda a diferença. O terreno está realmente armadilhado, mas quem não tiver medo, nem rabos de palha, pode impor a sua vontade. Tem pouco tempo para o fazer antes da escumalha se organizar, mas eu no meu rebanho nunca tive medo de impor a minha vontade, mesmo que subrepticiamente, tipo mensagem subliminar. Isto sou eu a falar porque já nem sei o que digo. Até me esqueço que agora o povo até se está nas tintas para todos os roubos e irregularidades que têm sido feitas. Não ligue, que eu também não ligo aos erros, porque escrevo de improviso e nem consigo ler o que está no quadrado. E é possível imaginar uma imagem. E eu até me localizo na imagem. Tudo o que está na minha memória está associado a imagens. Como sempre quando começo a divagar, misturo alhos com bugalhos e nunca mais me calo. Imagine que estou a escrever e a ouvir o Gato Félix, que também já está a criticar o programa e já concluiu que os patrões não vão aumentar os trabalhadores, porque eles vão ter um grande aumento ao ser-lhes reduzida a TSU. Olhe: pqosp.

      Eliminar
  6. Este é o grande problema - qualquer proposta, qualquer ideia, é mandada abaixo sem mais.
    Não pode ter tudo de bom, não pode ter tudo de mau.
    Porque é que esta cambada toda não se entende e não procura algum consenso em volta das propostas que todos fazem?
    Deixem-se de politiquices, porra!
    Há muita gente a passar por momentos muito complicados.

    ResponderEliminar