segunda-feira, 2 de março de 2015

Passos Coelho enganou-se na porta!

Passos Coelho não pagou IRS, porque não se lembra de ter recebido mil contos por mês, durante anos, quando era deputado e consultor ( ou outro cargo de engonhanço com um título qualquer) da Tecnoforma , nem da ONG fantoche de que faziam parte uma série de figuras do PSD, seus padrinhos e amigos, que juram não saber que tinham feito parte do gangue.
Passos Coelho não pagou a Segurança Social porque, garante, pensava que o pagamento era facultativo.
Passos Coelho deixa-se pressionar pelos jornalistas. Segundo o próprio, pagou uma dívida prescrita, por pressão do"senhor jornalista".
Passos Coelho não vê razões para se demitir, porque só as pessoas honestas se demitem quando são apanhadas a escarnecer de um povo.
Passos Coelho é um malabarista. Inventou acções de formação profissional para profissões inexistentes, para que a empresa que dirigia arrecadasse dinheiros comunitários.
Passos Coelho é desmiolado. Se nem sequer consegue lembrar-se se exercia o cargo de deputado em regime de exclusividade, como é que se pode lembrar daqui a uns anos, que foi PM? 
Passos Coelho é um mentiroso compulsivo, como ficou demonstrado nas contradições  entre as promessas eleitorais e a prática governativa.
Passos Coelho  nunca assume as suas culpas. Não é por ser cobarde. É porque a vitimização faz parte da sua personalidade.
Passos Coelho sofre de síndrome de Estocolmo. Por isso se apaixonou pela Alemanha, que condenou o país a um longo período de miséria.

Uma vez que Passos Coelho  sofre de perdas de memória , desconhece em absoluto os mais elementares deveres de cidadão, é pressionável pelos jornalistas, é mentiroso,  gosta de se vitimizar, sofre de síndrome de Estocolmo e anda há anos a tentar convencer-nos que é um tipo honesto, creio que  se enganou na porta, quando se candidatou a primeiro ministro. Em vez de se candidatar a S. Bento,devia ter-se candidatado a um tratamento numa  clínica psiquiátrica. 

Mas não é tudo. 
PPC já sabia da dívida desde 2012, mas diz que não invocou a prescrição para que não o acusassem de estar a querer tirar benefícios pelo facto de ser primeiro ministro. Balelas! Passos não quis foi levantar ondas e esperava passar entre os pingos da chuva como qualquer caloteirozeco de merda que está sempre à espera que o credor se esqueça ou lhe perdoe a dívida.
Passos foi eleito com a imagem de  homem sério que 2vendeu2 na comunicação social. Hoje, essa imagem faz parte da ficção mas Passos Coelho confia, provavelmente com razão, na falta de memória dos tugas para ficar mais quatro anos a viver à conta dos papalvos dos portugueses. 

Em tempo: Para que não restem dúvidas sobre a seriedade e honestidade de Passos Coelho, leia-se o que ele disse na AR em Outubro de 2012: "pertenço a uma raça de homens que paga o que deve". Só lhe faltou acrescentar: desde que o dinheiro não seja meu!

12 comentários:

  1. É como tu dizes: Passos Coelho é um pulha!.

    ResponderEliminar
  2. É como tu dizes: Passos Coelho é um pulha!.

    ResponderEliminar
  3. Tudo verdade o que acima ficou escrito, amigo Carlos. E nem queira saber os "engulhos" que isso me dá! Os vómitos, as náuseas, o nojo! Não de PPC mas, mais, de quem votou nele e o defende até à metafísica...

    ResponderEliminar
  4. E muitos portugueses , deram-lhe o voto pela janela , o traste ganhou e aí está ....com toda a porcaria...
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  5. Espero francamente, que os portugueses não tenham comido do mesmo alimento que tem tirado a memória a políticos e a gestores de empresas públicas... Nesta estirpe ninguém se lembra de nada, provavelmente nem se lembram que existem...

    ResponderEliminar
  6. É tudo verdade. Ele é mesmo um pulha (gosto desta palavra, embora desconheça o étimo, por isso também detesto o novo desAO). Não será mesmo a desintoxicação que ele fez para se desabituar das drogas, que lhe fez perder a memória? Mas ele sempre foi um canalha, quando dava sovas na mulher, que teve de se queixar à polícia. E a Fá não é de intrigas. Até é uma pessoa muito calma e pachorrenta. E se ele ganhou as eleições é porque o povo português é ignorante e estúpido. Não quer saber da realidade e vai na conversa dos fazedores de imagens. Pelos comentários que lemos vemos que a maioria ignora a realidade e não quer mesmo saber. Pode crer que até a imagem de grandes descobridores que fomos, foram apenas actos de explorar o próximo, como sempre, e foi feita pelos cadastrados, que em vez de serem mortos como criminosos, foram enviados para morrer no mar à fome e pela doença. Até já não tenho orgulho da nossa história, a que nos impingiram na escola. Há quem afirme, não tenho provas, que quando estivemos sobre o domínio dos Filipes, até o tratado de Tordesilhas foi alterado, além do muito que nos roubaram. Como vê se nascêssemos numa ilha deserta, continuaríamos a ser o mesmo homem das cavernas, a matar para sobreviver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há tempos escrevi um post sobre o mito dos Descobrimentos. Basta ler Oliveira Martins, para percebermos o logro da história dos bravos portugueses que partiram para a aventura dos descobrimentos.

      Eliminar
  7. Há bocado esqueci-me de dizer uma coisa muito engraçada nas nossas leis. Agora ao ler esta notícia lembrei-me e a coisa ainda é mais completa. As dívidas à Segurança Social só prescrevem se o devedor invocar a prescrição. Conheci muitos casos em que foram emitidos pedidos de dívidas, já prescritas. Se o "burro" do devedor não invocasse a prescrição pagava mesmo e houve muitos que o fizeram. Portanto isto do passos é uma mentira pegada. E então o acerto que dizem ter feito agora, pagando só de 2002 em diante, não tem pés nem cabeça. Se ele não sabia não podia invocar a prescrição. Tudo isto é absurdo de mais. Dá para ver a canalha de aldrabões e ignorantes a quem estamos entregues. Ainda por cima um economista que tinha acabado o curso em que tem cadeiras dedicadas a esta matéria. http://pt.blastingnews.com/sociedade/2015/03/pagar-ou-invocar-prescricao-opcoes-para-dividas-prescritas-00290259.html

    Eu li Oliveira Marques, que havia na biblioteca do meu estabelecimento de ensino, que era para ver se ganhava sonho, porque sempre fui muito desperta. Quanto ao Oliveira Martins também li alguma coisa, mas aquelas anotações de página, às vezes distraíam-me do conteúdo porque eu gostava de decorar tudo.

    ResponderEliminar
  8. Há bocado esqueci-me de dizer uma coisa muito engraçada nas nossas leis. Agora ao ler esta notícia lembrei-me e a coisa ainda é mais completa. As dívidas à Segurança Social só prescrevem se o devedor invocar a prescrição. Conheci muitos casos em que foram emitidos pedidos de dívidas, já prescritas. Se o "burro" do devedor não invocasse a prescrição pagava mesmo e houve muitos que o fizeram. Portanto isto do passos é uma mentira pegada. E então o acerto que dizem ter feito agora, pagando só de 2002 em diante, não tem pés nem cabeça. Se ele não sabia não podia invocar a prescrição. Tudo isto é absurdo de mais. Dá para ver a canalha de aldrabões e ignorantes a quem estamos entregues. Ainda por cima um economista que tinha acabado o curso em que tem cadeiras dedicadas a esta matéria. http://pt.blastingnews.com/sociedade/2015/03/pagar-ou-invocar-prescricao-opcoes-para-dividas-prescritas-00290259.html

    Eu li Oliveira Marques, que havia na biblioteca do meu estabelecimento de ensino, que era para ver se ganhava sonho, porque sempre fui muito desperta. Quanto ao Oliveira Martins também li alguma coisa, mas aquelas anotações de página, às vezes distraíam-me do conteúdo porque eu gostava de decorar tudo.

    ResponderEliminar
  9. Podia ter guardado o comentário da outra mensagem para esta......

    ResponderEliminar
  10. Respostas
    1. Será que és masoquista e isso te dá prazer? Alma penada vai poisar para outro.

      Eliminar