sábado, 21 de março de 2015

Banha da Cobra

Porque hoje é Dia Mundial da Poesia

Havia um fiscal no paraíso.
Não se sabe o que determinou que fosse um anjo.
Apenas quem.
Havia um fiscal no paraíso.
Não se sabe quem nomeou a serpente rasteira
e lhe deu o uso do fruto que foi pomo da discórdia.
Havia um fiscal no paraíso.
Não se sabe por que raio uma árvore do pomar
se tornou agente secreto e duplo.
Havia um fiscal no paraíso.
Não se sabe quanto valia o seu capital de sedução
somente que era isco da sua própria armadilha.
Havia um fiscal no paraíso.
Não se sabe a quem pertencia a sua imagem
e de costela em caroço nem ele em si se revia.
O paraíso fora
desde a primeira hora
povoado de fiscais.
Se dos demais não reza a história
é de crer que foram despedidos
sem justa causa.
Porém o anjo obstinado
não larga a porta
que dá para esse vazio
legal
digamos.

( Regina Guimarães in Voo Rasante, Mariposa Azul 2015)

2 comentários:

  1. Escrever poesia é como aliviar a memória
    Em quatro frases se resume uma história
    Não são todos a construir versos
    Mas alguns a rimar com palavras poéticas

    Dia mundial da poesia
    Farto em balburdia e correrias
    As notícias são sempre iguais e deprimidas
    Salva-se a bola para originar gritarias

    Há poetas! Que já são raros
    Escondidos nos escombros do pensamento
    De quando em vez, lançam livros
    Para meia dúzia de entendidos

    Dia mundial da poesia passa ao lado
    Da enorme maioria que pouco liga
    São poucos que ainda se esfalfam
    Para manter viva a poesia


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Poesia não morrerá enquanto houver quem se "esfalfe" para a manter viva!

      Parabéns, Nuno Pereira!

      Janita

      Eliminar