sexta-feira, 6 de março de 2015

Amanhã no Expresso: Passos Coelho revela nova versão sobre a dívida à Segurança Social

Desde que foi apanhado a fugir ao fisco  e à segurança social, Passos Coelho já apresentou várias versões para se justificar:  desconhecimento das suas obrigações contributivas, esquecimento ou falta de dinheiro, foram algumas das razões invocadas.
O CR sabe que amanhã o Expresso irá publicar uma declaração de Passos Coelho., garantindo que a culpa foi do sistema de ensino: 
“Sempre fui claro  e honesto quando alertei os portugueses de que o sistema de ensino  precisava de uma profunda remodelação, com professores mais qualificados. É inadmissível que  ao longo de toda a minha vida académica nenhum professor me tenha alertado  para a obrigatoriedade de pagar impostos às Finanças e contribuições à Segurança Social”.
O CR lembra aos leitores que entre os professores de Passos Coelho  se encontra uma senhora, de nome Maria Luís Albuquerque, que exerce actualmente o cargo de ministra das finanças.
Tentámos obter uma opinião da ministra sobre as declarações do pm. Quando a conseguimos contactar estava  a sair do Continente de Oeiras, transportando as compras em sacos de plástico.
Antes de a interpelarmos, Marilu respondeu:
- Sim, usos sacos de plástico e depois? Acha-me com ar de pelintra  que não tem 10 cêntimos para pagar um saco de plástico?   Além  disso, sendo eu ministra das finanças, é natural que prefira contribuir para o meu ministério, do que para manter árvores de pé. E agora desampare-me a loja que tenho mais que fazer.
Mas senhora ministra, eu só queria…
Qual mas nem meio mas! Você aqui não tem querer, ouviu?  Ou se pira daqui ou chamo já o meu marido e digo-lhe que  estou a ser vítima de assédio sexual. 

8 comentários:

  1. Sabe-se lá o que ele é capaz de inventar. A aldrabar o tipo é bom.

    ResponderEliminar
  2. Carlosamigo

    Pobres professores que nem conseguiram ensinar o Coelho a não mentir. No meu tempo, a Dona Clélia Marques aos mentirosos dava dez palmatoadas em cada mão e mandava-os para janela que dava para a rua - o colégio Mouzinho da Silveira ficava mesmo em frente do que hoje é a Praça de Espanha - com cartão grande pregado na camisa que dizia em letras bem grandes MENTIROSO. Outros tempos.

    Coelho não emenda muito menos cartão. Faltaram-lhe a menina dos cinco olhos e a boa educação, ou seja não tomou chá. Esta desculpa esfarrapada, tal como as outras, só nos dizem que a res publica não tem nada com ele. Se calhar porque os professores nunca lhe ensinaram... o que é.

    Abç goês

    ResponderEliminar
  3. http://www.portugal.gov.pt/media/3322199/20150129-mf-plano-combate-fraude-fiscal-2015_2017.pdf

    leitura de fim-de-semana do Homem invulgar.

    cpts

    ResponderEliminar
  4. http://www.portugal.gov.pt/media/3322199/20150129-mf-plano-combate-fraude-fiscal-2015_2017.pdf

    leitura de fim-de-semana de homem invulgar.

    Cpts
    (agora sim identificado)

    ResponderEliminar
  5. É capaz disso é muito mais... O melhor mesmo é acabar com os professores, melhor ainda, com o resto que sobra das escolas...as ruínas!

    ResponderEliminar
  6. Já que falaram num homem invulgar vale a pena ler isto. E não é duma jornalista ressabiada. Além disso convém esclarecer que passos ficou como vereador na Câmara.
    http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=4437747&seccao=Fernanda%20C%E2ncio&tag=Opini%E3o%20-%20Em%20Foco

    ResponderEliminar