quinta-feira, 19 de março de 2015

A mulher do Tio Patinhas e a filha de Salazar



Eu pensava que Tio Patinhas era um irrevogável celibatário mas estava rotundamente enganado. Há algum tempo já que corriam rumores sobre o casamento, mas desconhecia-se quem era a eleita do mais famoso milionário da BD.
Ontem, no Pombal,  ( que até fica perto de Fátima) Maria Luís Albuquerque revelou o segredo da identidade  da mulher do Tio Patinhas ,numa  mensagem  a um grupo de jovens  da claque laranja:
“Temos os cofres cheios!” – disse com um rasgado sorriso.
De imediato os  jornalistas  que se deslocaram ao Pombal, a convite do Lomba, concluíram que  essa mensagem só poderia ter sido proferida pela mulher de Tio Patinhas.
No entanto,  quando alguns jovens  se levantaram dizendo que iam pedir um empréstimo ao banco, para aproveitar a onda,  Maria Luís barrou-lhes  o caminho dizendo  que o dinheiro não era para gastar, era mesmo para ficar nos cofres para “qualquer eventualidade”. Esta atitude da ministra das finanças gerou uma divisão entre os jornalistas. Enquanto uns reforçavam a sua convicção, alegando que o ar jovial de Marilú nos últimos tempos se deve aos banhos que toma no cofre do Patinhas, outros colocavam a hipótese de Marilu ser  a filha de Salazar, cuja existência o ditador sempre negou.
 Ainda a polémica não se tinha esgotado já  a ministra, em resposta  a uma pergunta de um jovem, respondia: 
“ Ide e multiplicai-vos”
Levantou-se um burburinho na sala mas, descartada a hipótese de Maria Luís ser uma enviada de Deus ( apesar de estarmos perto de Fátima, essa hipótese é pouco verosímil)  alguém fez uma pergunta sobre as listas VIP
Alegando cansaço por estar a falar há uma hora ( quanto tempo duram as aulas na Universidade onde a ministra dá aulas e teve Passos Coelho como aluno?)  Marilú abandonou a  sala.
Talvez alguns leitores tenham esboçado um sorriso perante estas declarações da ministra mas, se querem o meu conselho, NÃO SE RIAM!
Vão assistir, nos próximos meses, a mensagens deste jaez - que pensávamos serem um exclusivo do pm- por parte de muitos membros deste governo. Parecem estúpidas, mas produzem o efeito desejado junto dos eleitores.
Os tugas salivam cada vez que lhes dizem que os cofres do país estão cheios. Esse é, aliás, um dos argumentos invocados por muitos para defenderem que estávamos melhor no tempo do Estado Novo. Se  Salazar tinha os cofres cheios e havia reservas de ouro a dar com um pau, é porque o governo era bom e poupadinho. A pobreza extrema, as perseguições políticas, o Tarrafal, a censura, eram apenas pormenores que em nada beliscam a “grandeza de Salazar”
Acreditem em mim. O país mudou muito depois do 25 de Abril, mas o tuga não!

8 comentários:

  1. Carlosamigo

    ... mas o tuga não! Isso é que deixa preocupado, pois numa república das bananas, bananas somos nós! Quando se diz que o Salazar era bom porque aforrou, porque encheu o BdeP de barras de ouro (o vil metal nazi fez-lhe um jeitão) porque tornou os tugas (quase) ricos, lembra-me logo uma anedota - das muitas - do tempo salazarento.

    O ditador de Santa Comba ordenou à PIDE que encontrasse o gajo que inventava as anedotas a respeito dele; e a PIDE encontrou-o e chamava-se Animal Costa da Silva

    Levado à presença do Botas este perguntou ao sôr Silva porque inventava tantas anedotas sobre a sua pessoa ao que o A, C. Silva respondeu que era reformado, tinha muito tempo e dera-lhe para isso.

    O Esteves disse-lhe então ao sôr C. Silva que não merecia isso pois ele repara todas as estradas de Portugal, dera casas aos Portugueses, os Hospitais finalmente funcionavam e a tempo e horas, as escolas eram inúmeras e...

    Porém o C.S. interrompeu Sua Excelência: "senhor presidente do Conselho essa não fui eu que as inventei,,,"

    Pelo menos no velho Estado Novo ainda se contavam anedotas um tanto à sorrelfa, não fossem os ouvidos dos prestimosos agentes da polícia política estarem à escuta.

    Hoje as anedotas são outras: o sôr C. Silva, o Cuelho, o Paulo panei irrevogável, a Marilu, o Crato e os outros membros do gangue, Mas, a anedota maior (para além de terem os cofres cheios) vão-nos enganado e nós engolimos: somos uns bananas numa república das ditas!!!...

    Abç

    ResponderEliminar
  2. Esta mulher ,tem uma lata....este tipo de linguagem incomoda-me vinda de quem vem. Anedota.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  3. Esse é o grande, o enorme problema do país - é a mentalidade deste povinho continuar a ser a do Salazar. Por isso se elegeu o Cavaco em por mais de não sei quantas eleições. Mesquinho e paroquial como o Salazar....

    ResponderEliminar
  4. Já não tenho forças para ouvir certas coisas. Apetece-me praguejar e começar à porrada a toda esta gente miserável. Basta andar pelas redes sociais e ler a maioria dos comentários, para ver que continuamos a ser o mesmo povinho subserviente, que gosta de ser pisado e que se está marimbando para tudo. Desde que haja palha no seu palheiro, o resto que se lixe.

    ResponderEliminar
  5. Já não tenho forças para ouvir certas coisas. Apetece-me praguejar e começar à porrada a toda esta gente miserável. Basta andar pelas redes sociais e ler a maioria dos comentários, para ver que continuamos a ser o mesmo povinho subserviente, que gosta de ser pisado e que se está marimbando para tudo. Desde que haja palha no seu palheiro, o resto que se lixe.

    ResponderEliminar
  6. Se os cofres estão cheios (será de ar???) porque é que se continua a pedir sacrifícios às pessoas??
    Não devia estar tudo a viver à grande???

    ResponderEliminar
  7. Estes comentários são de nivel 44.

    ResponderEliminar
  8. humm ...por norma quem diz mal do estado novo acha que o estaline foi um tipo bom , é esse o seu caso ?

    ResponderEliminar