quinta-feira, 5 de março de 2015

A descoberta da pólvora

Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu,  descobriu a pólvora:  a Europa está a obrigar os cidadãos europeus a  suportar sacrifícios para salvar os bancos. 
A esquerda anda a dizer isso há pelo menos cinco anos e Schulz está no cargo há quase dois. Foi preciso o Syriza ganhar as eleições na Grécia para que a língua se soltasse ao presidente do PE ( e já agora, também a Juncker) ?
Se assim foi, não se pode dizer que a vitória do Syriza não tenha servido para nada, como os poderes instalados querem fazer crer. 
Agora é preciso é que a Comissão e o PE ajam em conformidade com as palavras de comiseração pelos cidadãos de Juncker e Schulz. 

6 comentários:

  1. Uma coisa é eles terem"descoberto" isso, outra muito diferente fazerem alguma coisa... É melhor esperar sentado, Carlos! :P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Carlosamigo

    Já deixei de ter dívidas, ups, dúvidas: não fazem.

    Abç

    ResponderEliminar
  3. ~
    ~ ~ Muito bem observado.

    ~ ~ Concordo inteiramente.
    ~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  4. Não sou formada em Economia , nem Finanças , não tenho assessores, leio jornais , livros, revistas, falo com quem sabe mais do que eu e.....sempre pensei e tive a certeza que assim é.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  5. «Agora é preciso é que a Comissão e o PE ajam em conformidade com as palavras de comiseração pelos cidadãos de Juncker e Schulz».

    Simplesmente não acredito nisso. A orientação de política económica e financeira da Alemanha não vai por aí.

    ResponderEliminar
  6. Já o afirmei antes, Carlos, reafirmo agora - a vitória do Syriza, pelo menos, veio agitar as águas.
    A Europa estava a precisar disso.

    ResponderEliminar