segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Virtudes públicas, vícios privados




Há dias o Tribunal de Contas declarava que o TGV era inviável e que tinham sido gastos 153 milhões de euros em estudos. Escândalo! 
Hoje soube-se que o secretário de estado dos transportes deste governo fez uma negociatas com swaps do TGV, enquanto gestor privado. Quando chegou ao governo negociou a transferência dessas swaps para a Parpública, com perdas de 152,9 milhões.
Curiosamente, a comunicação social não está a dar grande relevo ao assunto.

11 comentários:

  1. ~ ~ Realmente, um governo de gente falsa e hipócrita. ~ ~

    ResponderEliminar
  2. Tantos são os terrorismos e seus aliados

    ResponderEliminar
  3. Eu li a notícia e só vos digo , este " esbugalhado " é fino como um alho , ele e alguns da pandilha vão longe se lhes derem asas . Até fiquei incomodada , tanta mentira , tanto aldrabão. M.A.A.

    ResponderEliminar
  4. A relatividade da verdade é una coisa tão perigosa!

    ResponderEliminar
  5. Quem está actualmente no Poder não é um Governo, é uma quadrilha !!

    Noite descansada, amigo

    ResponderEliminar
  6. Cada cavadela, cada minhoca! Com tanto descrédito, o país vai sendo engolido pelo pântano.
    Não é o ceticismo, não é o maldizer avulso, não é o contra sistemático...é a nossa sobrevivência, a todos os níveis, a combater contra esta sensação de ar rarefeito que nos asfixia o corpo e os sonhos.

    ResponderEliminar
  7. É como dizes. Bastou um comunicado do sujeito que não desmente o duplo papel desempenhado pelo sujeito e foi bastante para os "media" meterem a viola no saco.

    ResponderEliminar
  8. tinha acabado de escrever que não há limites, não há vergonha.
    Pois....

    ResponderEliminar
  9. A comunicação social, para sobreviver neste atoleiro, nem sempre cumpre com a tal liberdade de expressão, porque ou os seus intérpretes não têm espinha dorsal forte, ou as conveniências assim o exigem. Não exijas aos outros o que não podes fazer! É a vidinha portuga, e é o estado a que esta "civilização tecnológica" chegou.

    ResponderEliminar
  10. Ouvi este "olho vivo" dizer, na TVI, que os seus swaps tinham sido benéficos para os cofres do Estado português ( a chamada FN) . Esta geração, dos filhos do 25 de Abril é assustadora e nada tem que ver com a geração que fez o 25 de Abril. Valores como respeito, caracter, honra, dever,verdade, pontualidade,destemor e compromisso entre outros nada têm que ver com os da geração anterior. UM SUSTO!!!!

    ResponderEliminar