sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Ano Novo, Vida Nova?

Isso depende exclusivamente de nós. Se continuarmos a viver como ruminantes, satisfeitos com os elogios dos gestores do bom aluno, que nos exibe em Bruxelas como macaquinhos obedientes, acéfalos e amorfos, 2015 será apenas melhor do que 2016.
Se queremos que 2015 seja melhor do que os últimos três anos, temos de xurdir  e deixar a zona de conforto, para reclamarmos mais justiça, mais democracia e mais equidade na distribuição da austeridade. 

2 comentários:

  1. Por mim, já teria começado a xurdir há muito tempo atrás! Mas este povo não se mexe!!!

    ResponderEliminar
  2. Como o Carlos referiu, 'isso depende exclusivamente de nós'.

    ResponderEliminar