terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O interesse público segundo a cambada

O abominável papa hóstias da Vespa despediu 700 funcionários da segurança social, alegando que pretendia requalificá-los.
É sabido que apenas 10% dos funcionários públicos enviados por  este governo para a requalificação, com a mesma ligeireza com que Hitler mandava judeus para as câmaras de gás , frequentou programas de requalificação.
Sabendo que a requalificação é apenas um pretexto para despedimento, os trabalhadores apresentaram uma providência cautelar.O tribunal aceitou.
O energúmeno Pedro Mota Soares, democrata cristão da lambreta e canalha por convicção recorreu, alegando interesse público. Ou seja, o interesse público do governo é despedir funcionários públicos. E, segundo consta, substituí-los por trabalhadores a recibo verde. 
Esta canalha democrata cristã que diariamente despreza os seres humanos, para favorecer os Jacinto Leite Capelo Rego que lhes alimentam os vícios, alivia-se das suas canalhices na Igreja aos domingos. Com a bênção de uma alcagoita estacionada em Belém. 

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Tristes, miseráveis resoluções.
    Este senhor Pedro não pode ser devolvido à procedência?

    ResponderEliminar