terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Do estupor à preocupação

Espanto-me quando a Justiça demora 15 dias a perceber que dois reclusos estão presos na mesma cela, contrariando a decisão do juiz, mas fico preocupado quando constato que foi a informação veiculada por um jornal pasquim que alertou a ministra da justiça para a irregularidade.



4 comentários:

  1. Confesso que não sei a que é que se refere, Carlos
    Aquele abraço e votos de boa semana

    ResponderEliminar
  2. Ora nem mais, meu caro.
    Dois arguidos no caso juntos na mesma cela e só agora se preocupam com isso?
    Grande Correio da Manha (sem til, pois claro). Ilustres fornecedores de informação ao mesmo, a malta desconfia de vós mas siga a marcha.

    ResponderEliminar
  3. Mas isso só revela que a Justiça pretendia ouvir conversas comprometedoras e há gente burra que agora diz que é um erro judicial.
    Enfim...

    ResponderEliminar
  4. Foi como lhe disse anteriormente, a justiça é um espelho do país, funciona mal.

    ResponderEliminar