terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Deixe-se de tretas, professor Marcelo

O professor Marcelo Rebelo de Sousa indignou-se porque Alda Telles, mulher do advogado de Sócrates, João Lisboeta Araújo, escreveu no tweet que o ex-pm não tinha sido interrogado sobre corrupção ( apesar de essa ser uma das causas da prisão preventiva).
O prof Marcelo acha absolutamente normal que uma pessoa esteja em prisão preventiva, apesar de não ter sido questionado sobre matérias relacionadas com a corrupção.
Bardamerda para a sua indignação, prof. Marcelo. 

4 comentários:

  1. Parece-me que o problema estaria em o Advogado o ter comentado com a mulher e a mulher ter resolvido divulgá-lo daquela forma.
    Para já o que me parece é que não conhecendo o processo e não tendo estado presente no interrogatório não sei o que se terá ou não passado. E assim não sei se foi ou não questionado sobre matérias relacionadas com a corrupção e se existem ou não indícios no inquérito deste ilícito...

    ResponderEliminar
  2. O professor martelo, desde há um tempo a esta parte, perdeu toda a dignidade nos comentários que faz. Dantes era apenas tendencioso, puxando a brasa à sua sardinha. Agora não diz nada que se aproveite. Apenas mete umas bicadas venenosas, e o resto parece conversa de mascate, porque não quero ofender as varinas.

    ResponderEliminar
  3. A corrupção é a base de todo o caso.
    Sem corrupção não há dinheiro sujo.
    Se não há dinheiro sujo, não há lavagem.
    Se não há lavagem, a fuga ao fisco não pode ser agravada.
    Simples?
    Parece, mas é muito complexo.
    Porque provar o crime de corrupção não é nada fácil

    ResponderEliminar