sábado, 11 de outubro de 2014

Acabou-se a austeridade. Até qu'enfim!

Passavam poucos minutos das 13, quando liguei a televisão para ver o noticiário. Nos três canais generalistas, só falavam de futebol. Um jogo a feijões entre Portugal e França merece, pelo parâmetro informativo das nossas televisões, destaque de abertura dos noticiários.
Segui para o Porto Canal que emitia, a essa hora, "A Revista da Semana" ( aproveito para dar os parabéns a toda a equipa, pelo 8º aniversário).
Em último recurso, sintonizei a CM TV. Helas! Afinal há notícias. Está a decorrer, desde as 9 da manhã, o conselho de ministros extraordinário, para aprovação do OE 2015.
A jornalista vai informando o que se está a discutir naquele momento em S. Bento. redução da taxa extraordinária do IRS em 1% e redução do IRC em 2%. Ou seja, a redução do imposto dos patrões é o dobro da dos trabalhadores. Pelo menos para os empresários, a austeridade está a caminho do fim.
Mas não só para eles. Enquanto a jornalista fala, vão-se vendo imagens gravadas da chegada dos ministros a S. Bento. Pelo ecrã passam BMW, Audis e VW topo de gama. Vespas nem vê-las. Até o ministro da cuja aderiu à moda alemã.
A pegada ecológica deste governo também é topo de gama.

6 comentários:

  1. Uma numerosa família de vespas (das varejeiras) precisavam eles entrasse pelas janelas do gabinete onde estão reunidos e os atacasse sem dó nem piedade...

    ResponderEliminar
  2. "A pegada ecológica deste governo também é topo de gama."

    Excelente! Gostava de ter sido eu a escrever isto!

    ResponderEliminar
  3. Mas chegou a existir austeridade para essa gente de que fala?

    ResponderEliminar
  4. Amigo CBO, não seja assim. Os carros que viu são iguais ao seu. Iguais, iguais, iguaizinhos. O seu quem o pagou foi você, os que viu na televisão, também. :)

    ResponderEliminar
  5. Já não acredito neles. Hoje dizem que baixam mas amanhã sobem tudo a dobrar...
    E diz o Sr PPCoelho:
    - As medidas seguintes serão ainda piores...

    ResponderEliminar