quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Oremos, irmãos!

3 comentários:

  1. E eu acho, ou melhor entendo e percebo, que quem reza para que Costa não seja PM é a saninha, grande avençada jornalista sempre pronta a descobrir ou maldades ou fraquesas no PS. Como no caso de Costa ainda não pode descobrir maldades de governo(nem talvez no governo de Lisboa) segue a lógica do pc à cata do "mesmo" entre Costa e seguro.
    E para se dar ares de legitimidade, independência e autoridade crítica às vezes dá umas beliscadelas no passismo sem arranhar para poder estar bem com os donos e garantir lugar bem pago nos jornais. O pacheco, o pulido, o mst, o marcelo e até o mendoca meia-leca fazeo o mesmo e ela, como jornaleira paga à prosa, fá-lo mais encobertamente.
    Ela cinge-se estritamente ao escrito porque ela sabe que o que tem de ser escrito, nesta fase, não pode ir contra ou impor-se como o oposto. Nem é esse o estilo de Costa que é mais de fazer como a água que tanto dá até que fura, como fez e continua fazendo em Lisboa e tanto enraivesse o pc devido à banhada nas últimas autárquicas e medo que, como PM, reduza o pc outra vez aos mínimos.
    Entre Costa e seguro não existe o "mesmo" como a aninha quer fazer crer mas toda uma maneira de ver e encarar a actual situação política que leva, necessariamente, a tomadas de posição diferentes. A aninha sabe disso e sabe que os seus donos empregadores não querem Costa PM e portanto..., faz fretes.

    ResponderEliminar
  2. Pelo caminhos que andam só mesmo com rezas é que lá vão, Carlos.

    ResponderEliminar