quinta-feira, 31 de julho de 2014

É oficial! A crise terminou

Seguro dixit
O melhor é não acreditarem muito no que ele diz. Ainda há três semanas se confessava muito tranquilo em relação ao BES, depois de ter falado com Carlos Costa e ontem deu o dito por não dito. Afinal está muito preocupado e exige que o governador do Banco de Portugal diga a verdade.
Seguro é homem de boa fé e muito crente. Acredita em qualquer patranha que lhe impinjam. Um tipo para todas as estações mas  assim tão crente é recomendável para primeiro ministro?

3 comentários:

  1. É fundamental a quem quer ser qualquer coisa, ter força de vontade, convicção e ser realista.
    Sê-lo-á Seguro?

    ResponderEliminar
  2. Agora, Seguro disse que Carlos Costa não lhe tinha dito a verdade. A mim parece-me bastante mortífero, mas quando se apoia o Tó Costa que manda mails aos milhões é normal que Seguro seja pior cá peçonha ou que o Sócrates para o Duarte Marques.

    ResponderEliminar
  3. Ele é um crente.
    Fia-te na Virgem e não corras....

    ResponderEliminar