quinta-feira, 5 de junho de 2014

O erro de Seguro

Em entrevista à SIC, ontem à noite, Seguro afirmou que andou três anos a anular-se para manter a paz no PS.
Mesmo não percebendo como é que uma nulidade se pode anular, arrisco perguntar a Seguro:
- Não teria sido melhor ter-se afirmado ao longo destes três anos? É que agora é tarde! Seguro pode até ganhar o PS, mas perdeu o país. Aquilo a que pode aspirar, é vir a ser um subalterno de Passos e, nessa condição, ajudá-lo  destruir o que resta do 25 de Abril: a Constituição.

5 comentários:

  1. Também ouvi ...e estarreci, porque o que está em causa desde agora é o país, tanto mais que com estafermo mumificado não se pode contar senão para se preocupar com futebóis!

    Amigo, Deus nos ajude!!

    ResponderEliminar
  2. Jogou pelo seguro e perdeu :)

    beijinho amigo carlos

    ResponderEliminar
  3. Cantou vitória com uma grande derrota e se não ceder o lugar todo o país perde porque não há oposição que nos valha e nos defenda.

    ResponderEliminar
  4. É muito feio dizer eu tinha razão.
    Mas eu vou dizê-lo.
    A vitória do PS nas europeias só veio trazer mais confusão ao partido.
    Os partidos políticos em Portugal perderam mesmo toda a credibilidade.

    ResponderEliminar