domingo, 8 de junho de 2014

A estátua




Então, Miguel Ângelo pegou no martelo, bateu repetidas vezes com ele na estátua e começou a gritar:
Porque não falas, pá? 
A estátua não falou.
Agora, enquanto desfruta do remanso celestial, Miguel Ângelo voltou a fazer a mesma tentativa com a estátua de um nado morto. Provavelmente graças às influências que conseguiu exercer na corte celeste, esta estátua acabou por reagir às marteladas ( no céu, as marteladas não matam, muito menos quando batem em mortos) e falou.
O problema é que ninguém percebeu o que ele disse.
Alguém que percebe destas coisas afiançou-me que os sons que se ouviram eram de uma pitonisa.

7 comentários:

  1. Está em encenação um teatrinho e o que eu acho
    é que vai fazer acordar o madraço

    já viu?

    ResponderEliminar
  2. ???? Espero vir a perceber a insinuação e o teatrinho???!

    ResponderEliminar
  3. Ó Carlos, olhe que eu sou péssima com o "nosso" presidente, mas você não me fica nada atrás!... Mas ele merece isso e muito pior!

    ResponderEliminar
  4. São as conversas de circunstância... :-))

    ResponderEliminar
  5. Ele não vai mexer uma palha até ao fim do mandato, Carlos.
    Não vale a pena insistir.
    Aquele abraço e votos de boa semana!

    ResponderEliminar
  6. Está morto e como tal , nada faz.
    Paz à sua alma.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  7. Esta triste a deprimente figurinha vai rezar na nossa história pública recente como o exemplo mais cabal e criterioso do que consiste a mediocridade politica. Em outros tempos, o perjúrio era crime sério neste país, mas depois desta aberração se sustentar no quadro politico português como aceitável, nunca mais nada será igual em Portugal. Um tipo foi quase preso por ter chamado palhaço a esta nulidade nas comemorações do 10 de Junho do ano passado. Foi preciso um pedido público de desculpas por ter ofendido a pitonisa viperina em público. Falou-se que foi até condenado a pagar uma indemnização à múmia por lhe ter gritado publicamente a sua verdade de desemprego e de dificil sobrevivência...Mas que jurisprudência é esta?...que permite que aviltres mentirosos, aproveitadores e ditadores, se sentem na cadeira da presidência deste país de forma tão displicente e aterrorizadora?! Este tipo é simplesmente uma ofensa à moralidade e à dignidade dos portugueses.

    ResponderEliminar