domingo, 25 de maio de 2014

Primeiras impressões

A extrema direita avança em toda a Europa, especialmente em França (1º lugar), Dinamarca ( 1º) Grécia (3º) Inglaterra ( entre 2º e 3º)
O PPE volta a ganhar, embora com menos vantagem do que em 2009;
A extrema esquerda também ganha expressão sendo de destacar a vitória do Syriza na Grécia mas, em Portugal, o BE segue o caminho contrário ;
Os Partidos Socialistas europeus afundam-se em toda a Europa e, curiosamente, é em Portugal que um partido Socialista obtém a sua maior vitória, enquanto em França teve uma derrota quase humilhante;
Candidatos populistas ganham expressão nas urnas;
Os Verdes ganham um número significativo de deputados;
A abstenção manteve-se ao nível de 2009.
Conclusão? Haverá novas famílias no PE. O Bloco Central Europeu torna-se inevitável. Até ser comido pelos extremos.
Há razões para temer o futuro!

8 comentários:

  1. Estou assustada com o futuro!

    A vitória da extrema-direita em França (!!!) provoca-e um nó na garganta, Carlos...

    Amigo, que DEus nos ajude!!!

    ResponderEliminar
  2. Carlosamigo

    Há sim senhor!

    Pelos vistos os cidadãos da Europa estão cada vez mais desencantados com a... Europa. Ninguém, a partir de agora, poderá admirar-se com o aparecimento de uma nova Noite de Cristal. Para já na chamada "capital" europeia, ou seja em Bruxelas, o ataque contra centros de cultura judaica resultou em quatro mortos.

    Cada vez mais me convenço de que a memória curta vai desaparecendo; mas a uma Europa sem memória não sei o que sucederá. No meio da bagunça europeia, o PS foi-se safando, mas não com a vitória esmagadora que tanto desejava.

    No entanto a dita Aliança Portugal pode limpar as mãos à parede e o (des)Governo tem de estar preocupado: à volta de 70% dos que deitaram o voto nas urnas rejeita-o! O resto são cantigas? Não, o resto tem de ser preocupante para Coelho e Portas mas também para o sr. Silva.

    Abç

    ResponderEliminar
  3. Ah pois há!! Que vergonha de resultados!!

    ResponderEliminar
  4. «Haverá novas famílias no PE. O Bloco Central Europeu torna-se inevitável. Até ser comido pelos extremos».

    Parece-me que as coisas vão mesmo por aí. As pessoas começam a estar fartas e cansadas dos partidos tradicionais. E estes por seu lado, já estão muitos desgastados, parecendo velhos e ineficazes.

    «Há razões para temer o futuro!»

    Não necessariamente. Se esses partidos respeitarem a democracia, que tem de haver eleições periodicamente e acima de tudo, se respeitarem a liberdade de expressão, acho que não haverá problemas de maior.

    ResponderEliminar
  5. As votações nos partidos que defendem soluções extremistas, xenófobas, anti-europeias (a contradição é deliciosa) é deveras preocupante :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se esses partidos respeitarem a democracia, que tem de haver eleições periodicamente e acima de tudo, se respeitarem a liberdade de expressão, acho que não haverá problemas de maior.

      Eliminar
  6. Concordo em absoluto.
    Só acrescento que o Tozero Inseguro fez um discurso vazio!

    outeiro

    ResponderEliminar
  7. O comentário não era para este post. Erro meu!

    ResponderEliminar