quinta-feira, 29 de maio de 2014

Eu cá não sou de intrigas...

...mas palpita-me que quando ontem à noite Passos Coelho disse à malta laranja  " é preciso que compreendam que o que o governo fez não foi porque a troika impôs" estava a dizer ao país que Paulo Portas é um aldrabão e a avisar o CDS que estava preparado para juntar os trapinhos com o PS de Seguro, depois das legislativas de 2015.
Mas Passos Coelho não deixou de lançar pontes ao PS  para o caso de ser Costa o futuro líder do Rato, delegando a tarefa em Miguel Relvas. 

5 comentários:

  1. Mão estendida a Costa?

    E o Costa aceita essa mão????????

    ResponderEliminar
  2. Caso não haja maioria absoluta do PS nas legislativas a solução terá de ser um bloco central PS-PSD. De resto, seja quem for que vá para o governo terá de cumprir os tratados orçamentais...ou isso ou a proposta comunista de sair do euro. Mas aí é que íamos saber o que é austeridade. Daquela a sério, assim tipo anos 50 ou 60 do século passado,

    ResponderEliminar
  3. Nem uma maioria absoluta conseguirá resolver o problema. Têm de ser tomadas reformas estruturais de longo prazo, porque não há país que aguente a miséria que nos espera se tentarem resolver as coisas, como têm falado, nos próximos anos. Têm de ser tomadas medidas de muito mais longo prazo. E quando o mal chegar à porta da Alemanha, cujos bancos se mantêm à custa do que indecentemente roubaram à Grécia. Falo só neste porque foi vergonhoso o que se passou. Vender para depois espoliar. E não estou a falar dos que também se aproveitaram na Grécia, porque são os senhores, que hoje mandam na Europa, que fizeram a tramóia por conta do Goldman Sachs.

    ResponderEliminar
  4. O Centrão já esteve mais longe, Carlos.
    Sejam quem forem os líderes dos dois lados

    ResponderEliminar
  5. Tanta conversa!!!O que nós queremos é medidas concretas e que sejam tomadas a favor dos mais desfavorecidos, tudo o resto é blábláblá!!!Mas que podemos esperar de jotas que têm experiência de vida como eu percebo do sexo dos anjos?

    ResponderEliminar