sexta-feira, 25 de abril de 2014

Foi bonita a festa, pá?

Estive no Largo do Carmo. Ontem à noite, esta manhã e esta tarde. Foi lá que se viveram os 40 anos de Abril, porque foi lá que estiveram pessoas. Saudosas algumas, nostálgicas outras, vibrantes e esperançosas umas poucas.,
 Do que se passou na AR soube pela TV. Não me pareceu que ali se comemorasse a democracia. Para além do discurso do fulano que se sentia integrado no Estado Novo para quem todos olham com a mesma complacência ou irritação com que invectivam o emplastro, cada um dos oradores mandou uns bitaites, perante o ar grave de um operador de submarinos, uma mulher de vermelho que parecia ter acabado de sair do cabaré da coxa e um coelho de cravo ao peito.
Diz-me alguém que por obrigação profissional lá esteve, que os discursos de Mariana Mortágua e Assunção Esteves foram bons mas, sendo uma mulher a dizer-mo, não sei se estará a ser isenta.
Sei- e também não estarei a ser isento- que ao fazer o balanço do dia constato que a rua não se revê no poder confecionado em corredores de intrigas. Se isso é bom ou mau, o futuro próximo o revelará. Tenha a gaivota ainda asas para voar...
Ah, é verdade, o fogo de artifício no Terreiro do Paço, às duas da manhã, também foi bonito, mas é capaz de me ter reavivado a síndrome gripal, porque estava um frio do caraças e estou a sentir uns arrepios...

5 comentários:

  1. Foi bonito o balanço da festa, Carlos!

    Quem era a beldade em vermelho? A atraente Assunção Esteves?

    Claro que a gaivota ainda tem asas para voar... outros 40 anos em LIBERDADE!

    Síndrome gripal na Primavera? Cuidado com a saúde!

    ResponderEliminar
  2. Pareceu-me que na assembleia se comiam palavras bolorentas e se vomitavam charadas de palhaços sem respeito pelos contribuintes

    ResponderEliminar
  3. E eu cheia de pena de não estar nesse largo da nossa alegria!
    Compromissos na santa terrinha afastaram-me das comemorações na capital!

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Estamos a precisar de uma grande fénix...

    ResponderEliminar
  5. Na verdade, não consegui dar atenção à Assunção, preconceito. Dos bons discursos Mariana Mortágua e António José Seguro, que como é usual, ignorado ou maltratado de forma militante.

    ResponderEliminar