quarta-feira, 16 de abril de 2014

A justiça está a funcionar

 Tempos houve em que a tradição mandava libertar um ladrão durante a Páscoa. Louve-se por isso a justiça portuguesa que decidiu recuperar essa tradição ancestral.
Se me tivessem dado a oportunidade de votar,  teria optado por libertar um pilha galinhas, mas a justiça indígena  preferiu  libertar um preso com pedigree.

11 comentários:

  1. Mas houve a preocupação de lhe cassar o passaporte, não fosse ele fugir ...para o Brasil.

    ResponderEliminar
  2. Acha que tem pedigree ?! Só se fôr pelo pior caminho...
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  3. A justiça portuguesa é muito generosa, rotineiramente liberta ladrões e perdoa-lhes as dívidas...

    ResponderEliminar
  4. Está dentro do espírito da época pascal.

    Alguém me explica porque razão as famílias dos e das jovens que se afogaram no Meco foram proibidas de deixar flores na areia e/ou de as atirar ao mar? Como uma mãe desobedeceu foi identificada pela polícia...

    Que nos nos valha, meu amigo, que DEus nos valha!!

    ResponderEliminar
  5. Só 6% dos processos de corrupção dão prisão! Agora adivinhe quem está na choça... caça grossa? Nem pense! E os que estão, foi por incompetência de decisão...

    ResponderEliminar
  6. Eu acrescentaria o título... MAL! :P
    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. E ainda vamos assistir à ressurreição da criatura :(
    Votos de uma Santa Páscoa!

    ResponderEliminar
  8. Então, o sr. tem que se poder deslocar à basílica para dar o concerto de orgão que assinalará, com pompa e circunstância, a prescrição do caso BPN! Acham que ele iria 'pulseirado'? Nem pensar...

    ResponderEliminar
  9. Mais ladrão menos ladrão, que importância tem quando há gente mais acima enterrada até às orelhas no BPN?

    ResponderEliminar
  10. Claro, estava a ser difícil o Duarte Lima fazer negócios de casa. E, depois existe outra situação, com quem é que o Cavaco Silva ia jogar às cartas durante as suas reformazinhas, com quem?!?! Assim libertaram um dos amigos e parceiro de sueca!

    nadinhadeimportante.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Qual justiça?! Portugal é um país sem justos e sem justiça. Triste Portugal que deixa que o esmaguem e o ridicularizem a cada dia que passa. Se as leis a e justiça da constituição portuguesa são inexistentes e incapazes de dar o exemplo, creio que não nos resta muito mais, que a justiça divina ou aquela que se pode praticar com as próprias mãos. Agora é que era preciso recuperar as FP 25 para meia dúzia deles...Houvessem alguns com eles no sitio para limpar a lixeira em que isto tudo se tornou.

    ResponderEliminar