segunda-feira, 31 de março de 2014

Qual é a dúvida?

Paulo Rangel está a conseguir perder todo o capital de simpatia que granjeou enquanto parlamentar. Assimilou a influência  beto-trauliteira  de Nuno Melo e está a fazer uma campanha miserável.
Ontem fez uma pergunta idiota mas, para mim, a resposta é fácil: prefiro um alemão original do que um alemão  de contrafacção como Durão Barroso

12 comentários:

  1. Só mostra o que sempre foi.

    beijinho e boa semana amigo Carlos

    ResponderEliminar
  2. Paulo Rangel ensandece de todo quando se lança em campanha, não há que duvidar!!

    E eu sempre prefiro os originais às versões, por muito boas que sejam.

    Portanto, prefiro um alemão(do qual nada tenho que esperar) do que um cherne podrido sem vergonha nem decoro!!

    Amigo, que não tenhas o frio e a chuva daqui.

    ResponderEliminar
  3. Durão Barroso foi um PÉSSIMO presidente da Comissão Europeia!!!

    VAIDOSO E INCOMPETENTE!!!

    Barroso GO HOME!!!

    ResponderEliminar
  4. O Martin Schulz, pelo Partido Socialista Europeu, à presidência da Comissão Europeia, é um SOCIALISTA VERDADEIRO!!!

    Não é por ser alemão que voto nele, mas por ele ser um socialista como eu gostava que os outros o fossem e INFELIZMENTE não o são.

    ResponderEliminar
  5. Nunca gostei do Rangel nem do Durão!
    Tudo farinha do mesmo saco!

    ResponderEliminar
  6. Que lufada de ar fresco encontro ao visitar este blogue...Também eu detesto esses vampiros.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  7. Não ponho inteiramente de parte a tua hipótese de explicação para a "campanha miserável", mas a verdade é que Rangel já tinha dado mostras de que tinha potencial suficiente para ser demagogo até dizer chega, antes da hipotética contaminação. Não foi ele um dos dos "inventores" da "asfixia democrática", no tempo de Sócrates?

    ResponderEliminar
  8. Confesso que não tenho acompanhado minimamente a (pré) campanha.

    ResponderEliminar