domingo, 16 de março de 2014

A democracia é muito subjectiva

Os EUA e a UE consideram ilegal um referendo em que mais de 93% dos habitantes da Crimeia manifestaram a vontade de abandonar a tutela ucraniana, mas consideram absolutamente normal dialogar com um presidente que foi eleito de braço no ar no meio de uma praça.
Fico a aguardar a reacção aos referendos na Catalunha e na Escócia, se não correrem de feição aos interesses da UE.

6 comentários:

  1. Sim, de facto, é a conclusão a tirar.

    ResponderEliminar
  2. Sim, a ilegalidade é só para o que interessa. A nós também ninguém nos perguntou se queríamos aderir à CEE ou ao euro, mas ainda há poucos dias queriam fazer um referendo para decidir sobre a coadoção. Enfim... :P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Os EUA e a UE têm, como sempre , duplicidade de critérios.

    Enquanto o presidente deposto na rua por nazis e outros opositores lhes aparou o jogo ninguém se importou se era corrupto ou não.Depois, Merkel louvou as corajosas manifestações que deram no que deram.

    A democracia do grupo no poder em Kiev é tão grande que aboliu o russo como língua oficial e parece que já andam a perseguir judeus e não só.

    Mas com uma nulidade como Durão que se esperava senão a anulação prática da Comissão ?! Eu fico nauseada cada vez que me lembro do papel de caddie desempenhado no Açores por causa do ataque ao Iraque, baseado em provas inventadas - mas a luminária afirmou ter visto -e em armas que nunca existiram e ainda me sinto mais enjoada quando o recordo a responder a um jornalista que a invasão do Iraque , para nós, até tinha corrido bem, pois tínhamos um português a presidir a um importante órgão!!!

    Se tudo isto não revela falta de carácter e oportunismo, não sei que represente...

    Se na Catalunha e na Escócia não correrem de feição fazem o costume: chantagem e repetições ...Não foi assim na Irlanda?

    Boa semana, amigo

    ResponderEliminar
  4. Há (pelo menos) dois méritos no seu post

    - A denúncia de critérios
    - A notícia de uma esmagadora maioria

    A história escreve-se assim!

    ResponderEliminar
  5. Quando a quase totalidade de um povo se expressa de forma tão inequívoca, qual é a dúvida, Carlos?
    Aquele abraço e votos de boa semana!

    ResponderEliminar
  6. "Só Merkel pode ajudar Putin a sair dessa situação", diz Wladimir Kaminer

    Eu digo: "Só a minha amiga Angie pode ajudar a UE a sair desta situação perigosa.

    A relação Merkel / Putin foi sempre muito amigável, falam a mesma língua: RUSSO!

    ResponderEliminar