domingo, 26 de janeiro de 2014

Os 3 Porquinhos e as gerações futuras

Num futuro ainda muito distante, quando Crato estiver a ser sovado no Inferno pela sua cabulice, nas escolas portuguesas hão-de ensinar aos nossos bisnetos  que também por cá tivemos, pelo menos entre 2011 e 2015 , 3 Porquinhos que destruíram um povo com nove séculos de História. 
Os nossos descendentes perceberão então que os dois manos danados para a brincadeira, sempre que eram apanhados pelo Lobo Mau, pediam auxílio ao mano Prático que, por acaso, também era um grande aldrabão, como se pode constatar no final da história....

3 comentários:

  1. Não vi, pois o meu computador deve ter sido contagiado pela estupidez das praxes e não me deixaouvir sons nem abrir vídeos.

    Crato, por uma vez, tomou uma decisão com a qual concordo: após as seis mortes no Meco e do incidente com um professor na Universidade do Minho, vai reunir com reotores e estudantes por causa das praxes.

    Só espero que , quem tanto rigor, exigência e exames defende, tenha a coragem e o bom senso de proibir de uma vez por todas estas hediondas e brutais violências que só servem para uns quantos energúmenos idiotas de ambos os sexos humilharem seres humanos!!

    Amigo, que estejas bem, rss

    ResponderEliminar
  2. Tenho um familiar no Porto que defende as praxes com unhas e dentes, no entanto, pelo que vi uma vez em Vila do Conde, fiquei de pé atrás, pela sua violência e humilhação contra os caloiros.

    O que o meu familiar diz, que nenhum caloiro é obrigado a fazer as praxes.

    Penso que é um dos muitos problemas da sociedade portuguesa a resolver, sem palavreado, mas sim, com decisões rápidas.

    ResponderEliminar
  3. Apetecia-me dizer que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa!!
    Não vejo no texto nem na estória dos 3 porquinhos, nada que tenha ligação à estupidez das praxes académicas.

    Peço desculpa, CBO, mas a comparação desses figurões que andam a destruir um país com nove séculos de História, não se adapta aos porquinhos, tadinhos!
    O mano Práctico foi apanhado na sua invenção por uma má interpretação da mesma.
    Quanto ao Crato, não creio que seja sovado no Inferno!!
    Lembre-se: 'Depois de mim virá, quem de mim bom fará'...
    Desejo a boa continuação da sua recuperação.

    Um beijo! ( quer queira, quer não)
    :)

    ResponderEliminar