segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Apoiado!

Eu já tinha defendido o mesmo. Pelo menos D. Januário ouviu-me..

14 comentários:

  1. Eu já disse várias vezes que não entendo como é que a hóstia não se derrama em sangue na boca de certas criaturas...

    Amigo, bom serão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se a hóstia se derramasse em sangue na boca dos católicos da ala direita, era um milagre ainda mais absurdo do que o da Nossa Senhora aparecer em Fátima aos pastorinhos.

      A hóstia é feita de farinha e água, donde querias tu que viesse o sangue?!

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Oh, minha linda, mas os católicos não afirmam que está ali em toda a realidade o corpo de Cristo ?! E aí, sim, é que seria o milagre!!

      Se até acreditam na virgindade de Maria e que veio não sei de onde para informar do atentado contra João Paulo II...tudo é possível, não ? rrss

      Dorme bem

      Eliminar
    4. Os católicos afirmam muita coisa, minha querida São, mas NINGUÉM é obrigado a acreditar nos dogmas da igreja católica.

      Beijinho de uma católica, apostólica romana!

      Eliminar
    5. Concordo absolutamente contigo!

      Mas o que é certo é que o facto de eu não crer , impediu-me de ser voluntária e nem sequer obter resposta ao Questionário quase policial qua Instituição me enviara.

      Abraços de alguém que sabe da existência de algo que nos rranscende por completo , mas que não está ligada a nenhuma Igreja organizada, porque não necessita de mediação...

      Eliminar
  2. Os católicos deste governo são 100% católicos, apostólicos romanos, meu caro D. Januário, porque a igreja católica romana sempre gostou dos mafiosos, veja só o que se passa lá pelo Vaticano.

    Já agora, D. Januário, o senhor merece receber a hóstia?

    ResponderEliminar
  3. Este senhor , com todo o respeito , anda a dormir...
    Não sou muito de ir à igreja , mas quando vou , gosto de apreciar os grandes trastes que vão tomar a hóstia , com ares de D. Vito....em meios pequenos , todos se conhecem.Haja paciência.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  4. Acho que poucos dos comentadores leram D. Januário... e é pena...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade, camarada Rogério, não li nem sei quem é o D. Januário, mas essa história da hóstia cheira-me a POPULISMO:

      Noutros tempos eram os comunistas os patifes!!!
      A igreja católica portuguesa inventou a história dos pastorinhos em 1917 devido ao medo ao comunismo.

      Eliminar
  5. Uma das vozes mais incómodas para o Poder.
    Tenha ele a cor que tiver.

    ResponderEliminar
  6. Apreciei bastante a entrevista do D. Januário ao jornal Público. Lúcido, perspicaz e acutilante, aliás, como bem nos tem habituado... Gosto da cor dos seus comentários. Ser sanguíneo e torrencial em alguns momentos da vida é necessário e é sinónimo de coerência e coragem. O que acontece - é que já o calaram, já o arrumaram como fizeram a tantos outros, e já o empratelaram na dependência da insanidade. Uma mentira dita muitas vezes, não passa a ser verdade e este HOMEM, de tempos a tempos, lembra-nos isso mesmo... Gostei particularmente da citação a S. Ambrósio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por lapso, referi Público onde deveria ter referido Jornal i ...bem haja, pela entrevista oportuna e pelo alinhamento atento desta entrevista...

      Eliminar