sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

O mentiroso compulsivo



Os mentirosos compulsivos são doentes e precisam de tratamento adequado. Quando atinge pessoas que
desempenham cargos governativos, a detecção do problema devia ser suficiente para a exoneração.
Não sei quanto tempo durou a mensagem de Natal de Passos Coelho, mas o número de mentiras que proferiu devem-lhe ter garantido uma boa média por minuto.

3 comentários:

  1. Há tanto tempo que se vive de mentira em mentira, Carlos. Só que este , o atual, além de mentir, nada percebe de numeros.

    Beijinho e bom fim de semana e desde já considere-se "bafejado" por mim, com os votos que todos merecemos para 2014. O melhor dentro do muito que será impossivel e muita saúde.
    Ana

    ResponderEliminar
  2. Fiz questão de não ouvir, como faço questão de não ouvir também a criatura que vagueia pelos corredores do palácio de Belém...

    Recuso-me a ouvir quem vive num outro mundo e, deliberadamente, nos faz a vida num inferno!!

    A consolação é que não escaparão à Lei de Retorno!!!

    Amigo, bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que o Santo Natal não me permitiu ouvir o aldrabão. Nem notícias ouvi e foi formidável. Agora que qualquer mentiroso compulsivo consegue azucrinar a vida de quem tem de o aturar , não há dúvida.
    M.A.A.

    ResponderEliminar