sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Resumo do dia:os Metralha não fariam melhor...

A receita fiscal do Estado aumentou 2,2 mil milhões nos 10 primeiros meses de 2013, sendo que  2,19 milhões resultam de receitas do IRS.
Ou seja: o governo agiu como qualquer Metralha principiante. Precisando de verba para as suas estroinices,  mas sem grande imaginação e nem um pingo de vontade para trabalhar, recorreu ao método mais simples: todos os meses  fica à espera que os trabalhadores portugueses vão levantar o salário e, à porta do banco, aponta-lhes uma pistola e saca parte do dinheiro.



7 comentários:

  1. E eles nem sequer precisam de apontar a arma! chegam ali (a nós todos, claro!) e sacam!

    ResponderEliminar
  2. Carlosamigo

    É bom que se vejam todos os números, pois o meu negócio são palavras.

    E também concordo ( e com corda) a Gracinhamiga. Cada vez penso mais nos tiritos. E não esquecer: ladrão que rouba ladrão, tem mil euros de perdão, segundo o segundo, o Moedas.

    Abç

    ResponderEliminar
  3. Assim, qualquer um aumenta a receita do estado. Podiam, ao menos, ser mais criativos...sei lá, mandar uns fulanos cá a casa pedir para o reformato de Belém ou para as gravatas do vice

    ResponderEliminar
  4. KKKKK
    Amigo o caso não é pra rir não...mas se como o amigo Henrique disse :"ladrão que rouba ladrão.... meninoooooooo desse jeito não vai ter lugar no céu pra tanta gente boa kkkkkkkk
    Bom final de semana.
    beijos
    Joelma

    ResponderEliminar
  5. Este mês conseguiu um montante exorbitante. Pergunto eu: Como os funcionários públicos, o meu caso, passámos a descontar 14 meses para a Caixa Geral de Aposentações, passamos a ter mais 2 meses por ano de tempo de serviço. Em vez de 12 meses passamos a ter 14, não? Não será assim? O subsídio de natal dilui-se nos duodécimo e nos aumentos feitos nos descontamos, não o vemos. Ganhamos tanto como se não o recebêssemos. O Subsídio de férias, deixaram apenas o cheiro dele. Com tanta contribuição nossa para esta crise admira-me que ela ainda exista. Beijinhos

    ResponderEliminar