quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Moro num país tropical (não) abençoado por Deus



Pensas que vives num país tropical quando recebes o subsídio de férias em Novembro, olhas através da vidraça e vês o brilho exuberante do sol ( mas não saias à rua, para não te desiludires com as temperaturas).
Pensas que o país tropical onde vives pertence ao grupo dos ricos, quando olhas para o recibo do salário e constatas que mais de metade do teu salário foi para impostos.
Começas a desconfiar que podes estar enganado em relação à riqueza, quando vais à farmácia, pagas as propinas do teu filho, marcas uma consulta no hospital, ou precisas de algum apoio social.
Avolumas as suspeitas quando sais à rua e constatas que  está  um frio do caraças, apesar de o sol brilhar e o céu estar limpidamente azul.
Cais na real e percebes que  estás  num país  de jagunços, quando lês os jornais, vês televisão e ouves uns gajos que se proclamam  presidente e primeiro ministro, dizer que são defensores da democracia,mas se marimbam para  a Constituição e para a jura que fizeram de a defender.

Tens a certeza que te enganaste e afinal vives num país africano, pobre e de reduzidas dimensões, quando percebes que o  gabinete do vice-primeiro ministro  fica no Jardim Zoológico ( paredes meias, vá lá…)  e que para ocupar esse gabinete, o titular do cargo vendeu a alma ao diabo e traiu um povo inteiro.

6 comentários:

  1. A CGA teve a gentileza de me explicar através de números, numa carta, a razão de ter mais dever de descontar do que de receber!
    E nem o sol vi hoje! :(

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Carlosamigo

    Como diz a Rosinhamiga hoje nem sol houve. E como afirmava convictamente o meu amigo Ulpiano carioca sem mácula, bom de reco-reco e passista no Sambódromo do Rio de Janeiro, dando uma de cachaça: País Tropical a puta que o pariu! Parece que o cara se estava referindo a Portugal...

    Abç

    ResponderEliminar
  3. Eu vivo num país de m*rda! É no país em que vivo!

    ResponderEliminar
  4. Já nem país chega a ser, quanto mais tropical... acho que hoje é o desalento a falar!

    ResponderEliminar
  5. A coisa está a ficar mesmo muito feia, Carlos :(

    ResponderEliminar
  6. Carlos,ontem tive que me deslocar de taxi. Apanhei um daqueles taxistas com mais de 50 anos de "roda" e que entre outras coisas me disse o seguinte:" estamos a ser governados por gaiatos traidores à Pátria que têm que ser castigados com uns bons tabefes" . Ao ver a TV à noite (polícia, Mário Soares, P.Pereira e H.Roseta entre outros) pensei nos tabefes que estavam a ser dados com actos e palavras.
    Neste País tropical (?) espero que a próxima Primavera venha bem florida até porque terei então 76 anos e já não tenho tempo nem paciência para mais 7 anos como o Jacob ao servir Labão.Um abraço da
    Celene

    ResponderEliminar