sexta-feira, 22 de novembro de 2013

E o Aníbal? Será que fala?



Ontem, podia ter havido uma reedição do Secos e Molhados. Não houve, porque os polícias de serviço demonstraram, claramente, que estavam ao lado dos manifestantes.
Ficou o aviso ao governo. Não gostei,precisamente por isto...
Momentos depois, na Aula Magna, Vasco Lourenço reforçou o aviso. "Ou saem a bem ou saem à paulada"
A bem, todos já sabemos que não saem, porque estão protegidos pelo patrão Aníbal. Quando começa a paulada?
Do paralítico de Belém,já que não se mexe, espera-se uma palavrinha em relação à manif dos polícias. Inócua, displicente e fora do contexto, como habitualmente. Um mero proforma para aliviar a consciência e autoconvencer-se que não é ele o principal responsável pela situação do país.

3 comentários:

  1. Agora apela à serenidade!
    Em campanha eleitoral incentivava os alunos dos colégios privados e suas famílias a virem para a rua defender a sua escola!

    ResponderEliminar
  2. Quando é que começa a paulada? Quando?!.. é que .já não vamos lá de outra forma.
    É à paulada que se costumam matar os coelhos ;-)
    Foi pena que a sociedade civil não se tenha juntado à manifestação de ontem e engrossado a multidão. Se vivesse em Lisboa teria lá estado certamente.

    ResponderEliminar
  3. Pena não terem subido mais uns degraus

    ResponderEliminar