sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Há dramas familiares que me comovem!

Só esta manhã pude ver a entrevista de Marilú à SIC.  Sou uma pessoa sensível. Comovi –me. No momento em que ela, comungando as mesmas preocupações de Cavaco,  confessou viver em dificuldades, senti o coração estilhaçar-se  e uma lágrima furtiva correu-me pela face.
Senti também alguma revolta pela  falta de sensibilidade  de Gomes Ferreira perante o caso dramático de Marilú. Tivesse ele a sensibilidade e o sentido de oportunidade do nosso PM e teria reagido como ele no talk show da RTP, quando foi interpelado por uma professora desempregada e com dois filhos:
- A senhora ministra é mãe solteira?
Já não há jornalistas como dantes

4 comentários:

  1. Também me comovi, mas não senti revolta porque reparei que o tontinho do Gomes Ferreira verteu uma lágrima, mas porque estava a recordar a canção: tenho um POTE no canto do olho. Eles são assim. Agradam, mas esperam. Uma Secretaria. Talvez. Se fosse honesto teria dito que existem muitos pais com três filhos que não têm o ordenado da ministra, estão desempregados, que não têm viaturas topo de gama, com os respectivos motoristas, nem gastam dinheiro em viagens com os impostos dos contribuintes. Não há dinheiro para comer. D'Albano

    ResponderEliminar
  2. Comovemo-nos todos. Somos um País em comoção.

    ResponderEliminar
  3. Tadinha da senhora! Ás tantas até passa fome. Tem um ar tão anémico...

    ResponderEliminar
  4. Fiquei também com uma lágrima no canto do olho! :(
    Já se deve abastecer no Banco Alimentar da Tia Isabelinha ...

    ResponderEliminar