quinta-feira, 18 de julho de 2013

Voando sobre um ninho de cucos


Às 18 e 30, Cavaco vai falar ao país a partir das Selvagens. O CR  teve acesso ao discurso, que começa com um agradecimento aos portugueses e termina com uma breve análise da crise:

Obrigado, portugueses!
Foi muito gentil da vossa parte terem-me pago esta viagem às Selvagens. eu sei que foi cara, mas devo dizer-vos que valeu a pena o vosso esforço, pois estou deliciado. Depois do sorriso das vacas dos Açores, não esperava entusiasmar-me, ainda mais, com o sorriso das carragas. 
Quero dizer-vos que vir aqui é mais ou menos como visitar, num só dia, o Jardim Zoológico em Lisboa, o ZooMarine de Albufeira e o Fluviário de Mora. Algo, portanto, que está ao alcance de quase todos os portugueses. 
Não queria deixar de vos relatar  a experiência que hoje vivi na Selvagem Pequena e em muito se assemelha àquela que me tem ocupado nos últimos tempos aí por Lisboa. Espero que os senhores jornalistas que me acompanham vos relatem e mostrem a forma como anilhei uma cagarra. Todos ficaram muito surpresos pela minha destreza, porque não sabiam que eu andei a treinar em Lisboa, antes de vir. Foi um segredo que quis revelar-vos em primeira mão.
Treinei-me a anilhar  um coelho de focinho laranja  e um papagaio de porta, falta-me só anilhar um calca-mar  cor de rosa, mas se o David Justino ainda não tiver conseguido fazer isso por mim, amanhã eu trato do assunto quando chegar a Lisboa. Aliás, a primeira coisa que fiz esta manhã foi conversar aqui com um desses simpáticos e comoventes animais, para me adaptar à espécie que é facilmente domesticável. Basta falar-lhes de eleições antecipadas, que põem logo o rabinho a dar a dar.

Análise da crise

Não estou aqui, neste arquipélago maravilhoso, rodeado de todos estes animais amigos ( neste momento a câmara foca Alberto João Jardim e a restante comitiva presidencial)  para vos falar do país. Quero, com estas palavras, apenas mostrar-vos que tenho estado sempre com o ipad ligado, para me manter em contacto com o Justino, que me vai relatando todos os pormenores.
Confesso-vos que estou muito satisfeito com o que vou sabendo. Ainda há minutos, ouvi a intervenção do senhor primeiro ministro na AR e percebi que o país mudou muito em apenas 24 horas. Sei que amanhã, quando regressar a Lisboa, vou encontrar uma cidade e um país irreconhecíveis, mas o senhor PM teve a amabilidade de mo apresentar em directo e estou-lhe muito grato por isso. Assim, não terei nenhum choque.
( O resto do discurso parece um questionário de escolha múltipla. As frases estão entrecortadas por espaços em branco que serão preenchidos em função das notícias que o PR for recebendo ao longo da tarede, a partir de Lisboa. Terão, por isso, de esperar pelas 18 e 30, para saber o que Cavaco irá dizer. Ou talvez não...)
( Em actualização)

6 comentários:

  1. Respostas
    1. No outro extremo , tem sua excelência o parque ecológico de Vinhais e os burros protegidos ( e em fim de vida) em Atenor , Miranda do Douro.Todos os burros em fim de vida ,podem usufruir deste hotel em Atenor , não é caro , podem ser protegidos por uma madrinha ou padrinho e ficam silenciosos.M.A.A.

      Eliminar
  2. Portugueses vim aqui ás selvagens investir 160.000 eurosdos vosso impostos para ver se a nossa classe empresarial se inspira nestes exemplos. isto dava para matar a fome a muitos portugueses mas isso fica para o próximo que vier se for melhor que eu.

    ResponderEliminar
  3. Este palhaço goza com os portugueses. Este palhaço devia estar preso depois do golpe de estado contra um governo eleito (caso das escutas). Este palhaço devia ser obrigado a responder em tribunal depois das falcatruas com a permuta da casa da Coelha. Este palhaço deveria explicar o seu envolvimento com o BPN e o porquê das compras e vendas de acções não cotadas. E é agora que este palhaço fala em consensos? Que credibilidade moral tem este palhaço? Este palhaço só pensa nele e toda esta encenação não é mais do que uma miserável tentativa de salvar a face depois do apoio que deu aos incompetentes deste governo. Este palhaço ficará na história como o mais parcial, mesquinho e vingativo presidente de toda a história de Portugal.

    ResponderEliminar
  4. Será que ele descobriu (finalmente!!) a sua verdadeira vocação - anilhar cagarras???

    ResponderEliminar