quarta-feira, 29 de maio de 2013

Caramelos Vaquinha (10)


A frase: "Tribunal Constitucional limita liberdade de deliberação democrática"

Não é qualquer um que aceita um lugar de ministro num governo que desancara  duas semanas antes… por isso, fiquei desde logo com a sensação  de que o novel ministro Poiares Maduro  quer é protagonismo.
Pela minha parte, embora contrariado, aqui estou eu a corresponder ao seu desejo, atribuindo-lhe um lugar na galeria dos Caramelos Vaquinha.
Não tanto por ter  proferido a frase acima ( os Caramelos Vaquinha são como os programas de discos pedidos, onde é preciso dizer a frase..)  mas mais por este belo excerto:


Ou seja,  para o senhor  Maduro, criticar o TC alemão dá  estatuto  para discordar do TC português. Ó senhor ministro! Eu também critico o Schaueble  e o meu patrão, por isso também o posso criticar a si ou ao Gaspar, mas será isso que me dá razão, ( ou à vontade, como o senhor diz) para o fazer,ou serão antes os vossos actos a justificarem a crítica? É que há uma diferença de vulto, sabe?
Sabe que mais… eu estou convencido que, com essa tirada, o senhor queria era que eu lhe arranjasse um lugar na Caderneta de Cromos, mas não tem sorte nenhuma. Entrar para aquela galeria não é para qualquer um, só lá entram pessoas  que são comprovadamente cromos e a si ainda lhe falta bastante para atingir esse estatuto. Aqui não se aceitam cunhas, não se cede a pressões e não gostamos de Consensus!
Fique lá com o Caramelo Vaquinha e não diga que vai daqui. Tenho de ser muito parcimonioso na atribuição deste galardão porque, se  este governo não cai depressa,  arrisco-me a apanhar diabetes com tantos caramelos.

2 comentários:

  1. Estes fulanos criticam muito, mas quando os convidam e lhes cheira a poleiro, lá vão eles a correr. Há palavras que nunca lhes entraram no léxico, e coerência e dignidade são duas delas... :P

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. Carlos,
    Como académico, este tipo era craque.
    Como ministro, não sei o que dali vai sair.
    Nem percebo para que raio se meteu ele nesta tormenta.

    ResponderEliminar