segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Podiam entender-se, para ver se a gente percebe?

Já só faltam 800 dias ( mais coisa, menos coisa...) para que o PSD volte a ganhar as eleições. Com declarações destas,  ou destas o PS dá mais um tiro no pé e ( mais uma)  boa ajuda ao governo.
Não vale a pena perder tempo com as trapalhadas em que o PS se envolve quase diariamente. O importante é desmontar o que está por detrás deste debate sobre a ADSE e o SNS e saber o que realmente pensa o PS se um dia for governo.
Os caramelos ainda não perceberam que os funcionários públicos descontam para a ADSE e que a existência deste sistema de saúde é do interesse dos hospitais privados? Como é que pensam que Hospitais como o da Luz sobrevivem?
Claro que o Zorrinho também não percebeu os defensores da extinção da ADSE... Pensou apenas: eh, pá, acabar com a ADSE é impopular, porque aquilo vale mais de um milhão de votos. Vou dizer que o PS é contra. 
Já agora, Adolfo, foi uma pena teres metido a viola no saco e, depois de tantas ameaças e escritos no FB, teres-te juntado ao grupo de cobardolas que aprovou o OE 2013. Quem tem telhados de vidro não deve atirar pedras, sabias?

6 comentários:

  1. Se a extinção da ADSE é ou não útil, nem é o que preocupa a maior parte dos eleitores, o que os preocupa é ver que o PS não é a alternativa ideal, porque é um partido sem deriva e que continua a não saber o que quer.

    ResponderEliminar
  2. Cedo a palavra à ematejoca. Ela é uma excelente analista...

    ResponderEliminar
  3. O Adolfo tem muitos telhados de vidro...
    A ele não o conheço é um puto, para mim; mas conheço bem a família, o pai é um excelente amigo meu, como o avô, ainda vivo, era um grande amigo do meu pai.
    Ele nem me conhece; em Outubro subimos juntos no mesmo elevador no Hospital da Covilhã, onde ele tinha a avó internada e eu a minha mãe.
    Ainda estive para lhe dizer quem eu era, mas achei melhor não meter conversa; por causa dos telhados de vidro...

    ResponderEliminar
  4. Foi mais ou menos essa a expressão que usei no meu mural do facebook!
    "Entendam-se e não andem a dar tiros nos pés!"

    ResponderEliminar
  5. Não me importo nada que surjam vozes dissonantes dentro da esquerda. Mesmo que digam coisas impopulares. Chateia-me, e muito, que o digam ou façam em nome de interesses, especialmente interesses financeiros.
    No caso da ADSE, sendo eu Funcionário Público, penso que têm toda a razão as vozes que reclamam a sua extinção. É claro que os enormes interesses que gravitam à voltam da ADSE tentarão impedir que tal aconteça, sob a capa de defender os meus interesses.
    Se não houver ADSE tenho a certeza de que os especialistas não me cobrarão 150 euros para me passarem exames e receitarem ben-u-ron. Tal como tenho a certeza de que as grandes superfícies de saúde terão de arrepiar caminho.
    Felizmente, em termos de hospitais públicos, a minha experiência é mais positiva do que negativa. Aliás, devo a vida da minha mulher a uma Instituição que "um governo de rapazes" deseja, acima de tudo, encerrar.
    Tudo o que é público e de excelência tem de vir abaixo. E, em pouco mais de um ano, se destrói o que demorou uma geração a construir.

    ResponderEliminar
  6. Carlos,
    Estou farto de dizer - o PSD perder para este PS é como correr sozinho e ficar em segundo :)))

    ResponderEliminar