quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Vale e Azevedo no governo?

Neste governo já nada me espanta. Nem mesmo o facto de se comportar como um grupo de feirantes aldrabões, ou como o merceeiro que engana o cliente, roubando no peso do fiambre. 
O facto de ter acordado em Abril a redução das verbas da Casa da Música em 20 por cento e seis meses depois vir dizer que afinal vai cortar 30, deve ser encarado como normal, porque é  um problema da má formação das pessoas que integram o elenco.
Só gente que desde pequenino desprezou o valor da palavra dada, fez da mentira o seu modo de vida e preenchia a cadernetas de cromos roubando o carimbado ao melhor amigo, se comporta assim. É gente  que sempre viveu do arranjinho e do encosto a padrinhos. Gente desprezível, a quem não se pode comprar nem um alfinete. Com quem não se pode assinar um contrato. A quem não se pode confiar nem a pulga do cão. Que vê a cultura como uma coisa supérflua e as pessoas como empecilhos. Que adora o cifrão como um deus e os números como seus apóstolos.
É gente que não presta.Podiam estar a fazer companhia a Vale e Azevedo, mas optaram por outro ramo que lhes garante impunidade. Não é por isso que são mais respeitáveis do que o ex-presidente do Benfica.



7 comentários:

  1. Jura??? Nã!!! Isso é só boato!

    Caro, a palavra para este senhores é o equivalente a...Z-E-R-O!!! :((

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Primeira reacção: os responsáveis pela Casa da Música demitiram-se em bloco.

    Uma pergunta: alguém, nesta governança (e arredores), merece crédito?

    ResponderEliminar
  3. Gente respeitável? Não vejo nenhuma, será que estou com problemas graves de visão?

    ResponderEliminar
  4. Confiar, quando rasgam todos os compromissos? Sim, porque não só com a Casa da Música. Suponho que afora boys e girls não há uma alminha das que votaram em tais bestas que não tenha sido defraudada. E os que não votaram também não escapam a toda a espécie de roubos.
    Eu disse "bestas"? Retiro a palavra, que não quero ofender as bestas.

    ResponderEliminar
  5. O que se está a passar é um escândalo um desaforo, esta gente vai deixar o país irreconhecível, são grotescos, bárbaros e desonestos. E a malta come e cala.

    ResponderEliminar