quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Capeia Arraiana





O meu camarada e amigo José Carlos Lage foi um dos responsáveis pela minha vinda para a blogosfera. Conhecemo-nos no CENJOR , no tempo em que a blogosfera  dava os primeiros sinais de vida, mas  já na altura o Zé Carlos se animava com as virtualidades desta primeva rede social , que eu desdenhava, porque para mim o mundo do jornalismo, da leitura e da escrita,  ainda começava e acabava numa folha de papel.
Foi também graças ao Zé Carlos que comi pela primeira vez  essa maravilha gastronómica que é o bucho e  assisti à primeira Capeia Arraiana, património etnográfico da região de Ribacôa, com características únicas no mundo.
É, porém,  outra   Capeia Arraiana que justifica este post.  Faz hoje seis anos que o Zé Carlos Lage e o Paulo Leitão decidiram criar um blog sobre o Sabugal, essa bela terra raiana que os viu nascer e ainda há dias foi notícia de primeira página porque por aquelas paragens se sumiu uma avioneta perseguida por dois F-16 que se escafedeu por artes mágicas.
O Capeia Arraiana foi dos primeiros blogs a figurar na encosta direita deste Rochedo.  Neste dia de aniversário, não poderia deixar de enviar um abraço ao Zé Carlos e dar a conhecer aos leitores  este blog do Sabugal , orgulho de muitos sabugalenses que nele vêem projectadas as tradições de uma região e ali ficam a saber as novidades da sua terra.
Um grande abraço ao Zé Carlos, extensível obviamente ao Paulo, com  votos de longa vida ao Capeia Arraiana.

4 comentários:

  1. Vê lá, Carlos, que do concelho do Sabugal sou eu e não conhecia o "Capeia Arraiana".Não conhecia, mas fiquei a conhecer. Muchas Gracias!

    ResponderEliminar
  2. Ilustre jornalista Carlos

    As amizades não se agradecem porque apenas necessitam de ser alimentadas. Mesmo assim não resisto a reconhecer publicamente a simpatia das tuas palavras cheias de cor nestes tempos cinzentos e negros.
    Fico prometido um almoço de bucho raiano na primeira oportunidade.

    Aquele abraço raiano com muita amizade

    zécarlos



    ResponderEliminar
  3. E já agora se não te importares vou publicar a tua prosa no Capeia

    ResponderEliminar