segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Descoberta de cadáver em Belém, permite à PSP desmantelar rede criminosa

A PSP foi chamada a Belém para identificar o cadáver de um cidadão que dizia ser presidente da república de Portugal.
Ao chegar ao local, a  PSP removeu o cadáver de um energúmeno que na passada quinta-feira, na presença de um número indeterminado de jornalistas,gozou com o país inteiro fazendo passar-se por PR.
O meliante afirmava gozar de impunidade por ter sido primeiro ministro e, nessa qualidade, ter favorecido alguns amigos do mundo do crime. O indivíduo - identificado pela PSP como  um trapaceiro há muito procurado pelas autoridades- vivia com uma reforma de 10 mil euros e era suspeito de delapidar os cofres do Estado, gastando volumosas quantias ( superiores aos gastos da família real britânica)  em mordomias.
Durante vários anos passeou pelo mundo inteiro acompanhado de um séquito e por uma mulher que dizia chamar-se Maria, uma sem abrigo com uma reforma de 800€.
As autoridades suspeitam que, nos últimos meses, o meliante se tenha escondido em Belém por recear represálias de milhares de pessoas que foram vigarizadas pelas suas promessas.
Num comunicado distribuído ao início da tarde, a PSP confirma que o indivíduo em questão mantinha sob sequestro o cidadão Aníbal Cavaco Silva e a sua mulher, a quem tinha roubado os documentos de identificação que lhe permitiram fazer-se passar por PR durante seis anos.
Descoberta a fraude, a PSP entregou o caso à PJ que vai agora seguir a pista fornecida por milhares de cidadãos anónimos, que indicia ter o meliante ligações perigosas a uma rede de criminosos.
 Recorrendo à mesma técnica de falsificação de identidade, a rede forjou documentos, permitindo que os  membros do gang fossem confundidos com o primeiro ministro Pedro Passos Coelho, o ministro das finanças Vitor Gaspar e outras altas individualidades da política portuguesa.
Fonte da PJ - que pediu o anonimato-  disse ao CR que aquela polícia andava no encalço do grupo desde Julho de 2011 pois, a partir dessa data, foi perceptível em todo o país que os candidatos do PSD e do CDS estavam a agir de forma estranha, desrespeitando todas as promessas eleitorais.
" Era notório que o indivíduo que se fazia passar por Pedro Passos Coelho era uma fraude, porque não usa capachinho, nem lhe cai um pedaço de cabelo por cada mentira que diz e que aquele que se identificava em conferências de imprensa como sendo o ministro Vítor Gaspar, tinha umas olheiras suspeitas, indiciando o uso reiterado de aminoácidos".
Já quanto ao indivíduo que se fazia passar por Paulo Portas,a PJ teve mais dificuldade em identificá-lo, pois sempre rejeitou ter alguma coisa a ver  com a actriz Catherine Deneuve.
A PJ suspeita que o grupo de meliantes também se tenha apoderado da identidade de deputados do PSD e do CDS, mas está à espera da votação final do OE - que decorrerá amanhã na AR- para confirmar que serão criminosos, e não deputados eleitos pelo povo português, que aprovarão um OE que condenará milhões de portugueses à miséria.
A PJ espera poder descobrir, nos próximos dias, os criminosos que usurparam a identidade de cidadãos honestos como Oliveira e Costa, Duarte Lima ou Dias Loureiro, bem como o diploma da licenciatura de Miguel Relvas.
Adenda: Finalmente vamos poder respirar de alívio! Vamos ter de regresso o nosso querido PR e o nosso primeiro irá, finalmente, implantar o programa com que se candidatou às eleições de 2011.


17 comentários:

  1. Com que então dedicado à crónica de polícia criminal hein! Carlos, não será um género perigoso?

    ResponderEliminar
  2. Vai arranjar muitos amigos assim :) :)

    ResponderEliminar
  3. Espero que não se fiquem apenas em estudos e averiguações. Espero que se faça justiça e que sejam todos condenados à pena máxima - que sejam decapitados e levados para o Pacífico para uma refeição ao tubarões.
    Desinfestem as nossas aguas e os nossos mares.

    ResponderEliminar
  4. Ah se a PSP, a PJ, os tribunais e etc. cumprissem o seu dever, não teriam mãos a medir!
    Brilhante de ironia e verdade, o teu post:)))

    (P.S.: não somos mesmo vizinhos, eu alterno as minhas estadias curtas às Portas de Benfica com estadias mais longas numa aldeia ao rés da Serra d'Aire)

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Ai este Rochedo... De vez em quando é um lol pegado!
    :)

    ResponderEliminar
  6. Finalmente descobriu-se a verdade, belíssima investigação criminal, a PJ deve estar de rastos, nunca desconfiou de nada...talvez os inspetores se demitam em bloco rsrsrsrsrsrsrsrs

    ResponderEliminar

  7. Se pudesse ver como e estou a rir!!!

    Gosto mesmo desta postagem!

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  8. :)

    Vejo que cheguei em boa hora! Essa adenda foi um renascer de esperança...:)


    ResponderEliminar
  9. Ó Carlos, o menino está a sonhar alto ou quê? Uma história com estas personagens e com um final feliz não é possível!...

    ResponderEliminar
  10. Antes a história fosse verdadeira... mas gostei muito de ler! :)))

    ResponderEliminar
  11. Que bom sentido de humor e que bom seria se esta fosse uma crónica verdadeira. Adorei!....
    Abraço

    ResponderEliminar
  12. Marquês! Marquês! Vem cá abaixo que eles...

    ResponderEliminar
  13. Se já está devidamente identificado, tudo bem.
    Problem solved!! :))

    ResponderEliminar
  14. És tão engraçadinho... vê lá se te cai o dentinho.

    ResponderEliminar
  15. Olha: ainda havia outro clonado de idiota que escreve este blog.

    ResponderEliminar
  16. Ai se a justiça funcionasse, hoje eramos o país mais rico do mundo, e mais civilizado.Sem crimes.

    ResponderEliminar