segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Bellamy: quando as aparências iludem

A beleza serena de Marie Bunuel casa na perfeição com o circunspecto Depardieu

Foi uma boa ideia ter ido ver Bellamy. Estreado em Portugal quatro (!!!) anos depois de ser exibido em França e dois após a morte de Chabrol,  Bellamy é, como muitos outros filmes do realizador, um constante brincar ao gato e ao rato entre Chabrol e o espectador.
Múltiplas vezes deixamo-nos enredar na facilidade da verdade inabalável mas,  no momento seguinte, compreendemos que nos deixámos iludir pelas aparências.
Um filme à Chabrol no seu estado puro, onde drama e comédia coabitam da forma mais inesperada. 
Muito mais do que um policial, Bellamy é um filme sobre os comportamentos e as ideias feitas,que esmurra a nossa consciência. Não é por acaso que começa e acaba com a morte, numa curva, em queda para o precipício... mas a explicação só a encontrará quem o for ver.
Não teremos oportunidade de ver mais nenhum filme de Chabrol, lamentaremos durante muito tempo a perda de um realizador de eleição, que deixou o cinema europeu mais pobre, mas ver Bellamy é uma bela oportunidade para revisitar os filmes de um dos melhores realizadores do século XX.
Uma última palavra para a interpretação de Gerard Depardieu (inspector Bellamy) que à medida que vai aumentando em diâmetro, se torna um actor mais completo.

3 comentários:

  1. Chabrol é um realizador que ficará na história do cinema!
    Como gosto de policiais e de filmes franceses quero ver se o "apanho" mas não o vi anunciado...

    ResponderEliminar
  2. Bellamy é o último filme de Claude Chabrol e não é o seu melhor, mesmo assim, é um filme que se vê com prazer.

    A interpretação de Gerard Depardieu como comissário Bellamy é bestial. Concordo com o Carlos, Depardieu à medida que vai aumentando em diâmetro, torna-se um actor mais completo.

    Relembrar os filmes de um dos melhores realizadores do século XX é uma óptima ideia.

    A saudação habitual de Düsseldorf.

    ResponderEliminar
  3. Não sabia que tinha estreado por cá, mas tenho vontade de ir ver! policial, ainda por cima. Vamos ver é se tenho tempo de ler o livro primeiro. Ou em vez de... :D

    ResponderEliminar