quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A lareira já está acesa?

Não faço a pergunta por causa da carta que dezenas de personalidades ( ou  Mário Soares e 77 personalidades, como escreve o DN num assomo de escroqueria jornalística) enviaram a Pedro Passos Coelho e a Cavaco Silva, pedindo ao primeiro que se demita e ao segundo que, permanecendo o nosso primeiro na sua obstinação autista, o demita.
A carta ( que podem ler na íntegra seguindo o link do cabeçalho do CR) vem na sequência lógica da aprovação patética do OE na AR onde - ficou hoje a saber-se- a declaração de voto de João Almeida foi escrita em colaboração com Paulo Portas, o número 3 do governo!
É certo que a carta ganha mais acuidade depois de ontem,  numa inenarrável entrevista, PPC ter admitido fazer cortes na saúde, diminuir as despesas com a segurança social (cortes nas pensões e benefícios sociais), despedir  funcionários públicos e introduzir o pagamento de propinas no ensino público...obrigatório! Ou seja, PPC  admitiu perante o país  fazer um golpe de estado "à sua maneira".
Todos sabemos que o destino da carta serão os caixotes do lixo de S. Bento e Belém, ou alimentar o fogo da lareira em noite de Natal. Cavaco Silva -que tudo fez para demitir Sócrates alegando que os portugueses não podiam aguentar mais sacrifícios -refugia-se na redoma de Belém, indiferente ao sofrimento dos portugueses e confortado com a sua parca reforma. A carta não terá, pois, efeitos práticos.
Há, no entanto, uma notícia de hoje que promete fazer subir a temperatura nestes dias gélidos.Refiro-me à decisão dos magistrados que ameaçam recorrer aos tribunais, se Cavaco Silva não pedir a fiscalização preventiva do OE ao TC ou, em alternativa, não o vetar.
Há algumas semanas, Marcelo Rebelo de Sousa tinha aconselhado Cavaco Silva a pedir a fiscalização, invocando precisamente esta possibilidade. E adiantou: se o assunto for parar aos tribunais comuns isto vai ser uma trapalhada!
Tudo indica que a trapalhada vem aí e Marcelo deve estar a esfregar as mãos de contente. Será a vez dele dizer a Cavaco "Eu tinha avisado!".
Nota final: Lamento que Mário Soares só agora tenha percebido que Pedro Passos Coelho não é aquele tipo honesto em que acreditava. 

4 comentários:

  1. Carlos
    Também tenho em relação a Mário Soares coisas atravessadas que não passam. Agora acho que não podemos desvalorizar a "Carta aberta" só porque ele a assina. Das restantes 77 personalidades há muita gente por quem tenho garnde apreço.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  2. Carlos, concordo contigo quanto ao destino da carta. Em todo caso, alguma mossa há-de provocar. Espero eu.

    ResponderEliminar
  3. Finalmente um membro do governo - José Pedro-Aguiar - admite que o OE vá parar ao TC.

    O título do DN é nojento. Mostra-se, como disse o Carlos, "...num assomo de escroqueria jornalística..."
    Alguém dá crédito à comunicação dita social portuguesa?

    Passos Coelho perdeu de vez o norte. Ao admitir (mais) cortes na saúde, Coelho dá vários tiros no pé e põe-se a jeito.

    ResponderEliminar
  4. Nota 1- Mário Soares só reparou que PPC não era honesto quando ele lhe foi ao bolso;
    Nota 2 - Como puderam constatar ontem, a ideia de submeter o Orçamento a fiscalização do TC, ainda mete impressão a muita gente.

    Aumentem a trapalhada e o regabofe que é muito melhor!!

    ResponderEliminar