quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Suicídio é insistir no mesmo erro!


É reconhecido, por toda a gente, que Vítor Gaspar falhou todas as previsões e, pior ainda, vai continuar a falhar.
Apesar disso, quando se fala em remodelação no governo, muitas vozes se levantam dizendo que despedir Gaspar seria um suicídio, porque ele tem muito crédito lá fora.
Sinceramente, não entendo… como é que um homem que  falhou todas as previsões pode ter crédito lá fora, mas custa-me ainda mais entender as pessoas que, reconhecendo os erros, insistem que ele deve permanecer no governo a conduzir o país para a ruína. 
Será porque Vítor Gaspar  funciona como uma agência de empregos  em organismos internacionais e está disponível a ajudar aqueles que o defendam cá dentro?

3 comentários:

  1. Eu diria que tudo isto está a levar a um homicídio colectivo! :-((

    ResponderEliminar
  2. Se o homem nunca faz os trabalhos de casa, tendo condições para os fazer, esperamos o quê?

    ResponderEliminar
  3. Só tenho pena meu amigo que seja um suicídio colectivo!
    Estou a tentar ouvi-lo neste momento :(
    beijinhos

    ResponderEliminar